Conteúdos TV Corporativa/Mural Digital

Programação da TV Corporativa: Por onde começar?Tempo de Leitura: 4 minutos

programação da tv corporativa
Escrito por Daniane Bergamini

Se você quer implantar uma TV Corporativa mas não faz ideia por onde começar a montar a programação de suas telas, fique sabendo que esta é uma dúvida frequente dos comunicadores que temos contato.

E isto é completamente normal, afinal de contas, a TV Corporativa é uma ferramenta relativamente nova para a comunicação interna das empresas.

Uma boa prática que sempre indicamos ao responsável pelo projeto, é que seja feito um projeto piloto com apenas uma tela. Desta forma, além de se ambientar com a ferramenta de gerenciamento, já inicia-se a definição da programação da TV Corporativa.

Ainda vamos falar bastante sobre como melhorar a operação da TV Corporativa neste blog. Boas práticas, sugestões de conteúdos, estratégias de programação, entre outros.

E como primeiro passo para montar a sua estratégia de comunicação com esta ferramenta, vamos iniciar com uma dica fácil de ser lembrada. Espero que você goste!

Mas em primeiro lugar, lembre-se: Cada projeto é diferente!

Toda empresa é única. Cada uma possui sua própria cultura, seus valores, seus objetivos, sua estratégia de comunicação interna e sua forma de conversar com os colaboradores.

Assim, durante a elaboração da estratégia de programação da TV Corporativa, no início do projeto, é importante ter em mente que os conteúdos que serão exibidos na tela devem se ajustar às características da empresa.

É um equivoco achar que aplicando fórmulas iguais em empresas diferentes serão obtidos os mesmos resultados.

Enquanto é fundamental termos uma referência para servir de ponto de partida, a programação da TV Corporativa deve sofrer uma melhoria contínua.

Não adianta achar que basta instalar as telas e pronto. É necessário que tenha uma atualização constante na programação, levando em conta as necessidades da empresa e os feedbacks dos colaboradores.

Por isso, também é importante ter a flexibilidade de poder modificar a programação da TV Corporativa constantemente, e de preferência em tempo real.

Ok, mas por onde começar?

Agora que já estamos cientes da premissa básica da melhoria contínua da TV Corporativa, podemos utilizar uma fórmula padrão para servir de ponto de partida para este projeto.

Uma regrinha que eu particularmente gosto é a do 4-1-1, apresentada pelo Chuck Goose em seu webinar sobre a importância da TV Corporativa. Chuck é um especialista norte-americano de comunicação interna e já trabalhou em empresas como a General Motors e Rolls-Royce.

A regra 4-1-1

Independente do seu objetivo com uma TV Corporativa, é essencial ter sempre em mente algumas características básicas na hora de montar sua programação. Uma delas é a variedade do conteúdo.

Se sua TV Corporativa não apresentar um conteúdo variado, logo os colaboradores perderão o interesse de olhar para as telas e elas se tornarão jornais murais.

Por isso, é muito interessante mesclar a programação da TV Corporativa com informações importantes, informações interessantes e entretenimento.

E uma fórmula fácil de lembrar para balancear todas estas mensagens é a 4-1-1:

Para cada 6 conteúdos exibidos na TV Corporativa:

  • 4 contém informações importantes para o colaborador. Avisos, regras ou mensagens específicas para ajudar o colaborador a melhorar seu trabalho. Se a tela estiver localizada em um ambiente de manufatura, por exemplo, podem ser exibidas mensagens de segurança do trabalho, índices de produção, taxa de perdas, entre outros. Se forem mensagens para o setor comercial, podem conter informações de novos contratos fechados, melhores vendedores e acompanhamento de metas, por exemplo.
  • 1 contém alguma informação interessante para o colaborador. Aqui deve entrar mensagens de reconhecimento dos colaboradores, alguma ação de endomarketing, informações gerais sobre a empresa, entre outros.
  • 1 mensagem pode ser para descontrair o ambiente e aumentar a atratividade da TV Corporativa. Fotos dos eventos da empresa, notícias externas, imagens motivacionais, mídia de piadas, twitter da empresa…

Uma simplificação desta regra seria classificar as informações como:

  • 4 – preciso saber;
  • 1 – bom saber;
  • 1 – divertido saber.

programação da tv corporativa


E aí, gostou desta ideia?

Novamente, a TV Corporativa deve ser uma ferramenta versátil e flexível, e a forma de utilizá-la deve ir ao encontro da cultura da empresa. Porém, esta regrinha pode ser um bom ponto de partida, não é mesmo?

Sobre o autor

Daniane Bergamini

Sócia e Diretora de Operações da Progic. Formada em engenharia de alimentos pela UFSC com MBA em gestão industrial pela FGV.