Comunicação Interna Conteúdos Endomarketing

Como Gerenciar Conflitos Quando a Empresa é Ponto de Encontro entre Gerações?Tempo de Leitura: 5 minutos

gerenciar conflitos
Escrito por Higor Lima

Está sem tempo para ler ou prefere ouvir o artigo? Experimente o player abaixo:


Trabalhar com pessoas não é tarefa fácil. Cada uma tem sua personalidade e modo de resolver determinadas situações, não é mesmo?

E como resolver divergências de opiniões quando a empresa é o ponto de encontro entre pessoas que nasceram em épocas distintas e têm perspectivas e comportamentos totalmente diferentes em relação ao trabalho?

Neste post vamos falar um pouco sobre as gerações que compõem o mercado de trabalho e como gerenciar conflitos que podem surgir dentro das empresas devido a essa diferença de idade.

Boa leitura!

Conheça as Gerações nas Organizações

Por um bom tempo se definiu geração como a sucessora àquela dos seus pais, mas nos últimos 50 anos tivemos uma “aceleração do tempo”, tornando o modo de fazer e produzir as coisas mais rápidos com a ajuda da tecnologia.

Se antes, o intervalo entre gerações girava em torno de 25 anos, hoje esse processo se tornou mais curto. Pode-se falar de uma nova geração a cada 10 anos.

Você sabe quais são as gerações presentes no mercado de trabalho atualmente? Abaixo preparamos um infográfico contextualizando o surgimento desses grupos, confira.

infografico-geracoes

Quando a Empresa é Ponto de Encontro entre Gerações

Nos dias de hoje, praticamente todas as empresas possuem colaboradores de diferentes gerações. Evidentemente essas diferenças de personalidade podem causar algum desconforto em determinado momento do dia a dia empresarial.

Analise a situação: se por um lado a Geração X foi treinada para trabalhar e esperar o momento certo para subir um degrau na cadeia hierárquica corporativa, a Geração Y já entra na empresa visando sua promoção em um curto espaço de tempo.

E para fazer isso acontecer, esses caçulas do mercado de trabalho possuem a necessidade de aprender junto com a empresa e querem passar para ela tudo que já sabem. Mais do que estabilidade, os integrantes da Geração Y, também chamados de Millennials, querem participar dos processos.

O problema é quando essa participação dos Y vem de uma forma em que os mais experientes não assimilam direito, gerando o medo de perder o emprego para pessoas que aparentam ter mais energia.

konflikt_celey

Esse conflito entre gerações atrapalha a produção da empresa e torna o clima organizacional pesado, tumultuando os processos e fazendo com que os objetivos da empresa se transformem em resolver problemas internos.

Saiba mais: Desafios do engajamento e retenção da geração Y

Mas Como Gerenciar Conflitos?

O primeiro passo para lidar com essas situações é fazer com que as pessoas entendam quem trabalha com elas.

A Geração Y, por exemplo, nasceu e vive com estímulos (seja de música, internet, conversas…) e essa característica vem junto com o colaborador para a organização. É preciso mostrar aos demais que os mais jovens foram criados em um mundo onde se faz várias coisas ao mesmo tempo, mas que isso não interfere na qualidade da entrega.

Já os Baby Boomers e Geração X são mais conservadores, resistentes à mudanças e tecnologias, mas com um alto poder de planejamento e análise. Apegados à hierarquia, por exemplo, os profissionais com idade entre 30 e 45 anos enfrentaram as crises da década de 1980 e por isso trabalharam duro para ter segurança financeira, mudar o que já é tradição deixa-os inseguros.

É importante deixar claro que o crescimento na empresa é dado pelo potencial e esforço do colaborador, independente da idade que ele tenha.

Quando trabalhamos com pessoas de diferentes faixa etárias e diferentes visões sobre o mundo, o respeito torna-se fator primordial para gerenciar equipes.

Precisamos encontrar o equilíbrio entre os dois lados da moeda, onde não só as gerações mais experientes aceitem essa nova forma de ver o mundo, como também os mais novos entendam que os mais velhos estão habituados com um mercado de trabalho que se desenvolveu em outros moldes.

conflito-geracao

Conhecer e ceder um pouco para evitar conflitos no trabalho, talvez, seja a melhor resposta para esses problemas.

Empresas inteligentes mesclam gerações nos projetos e nas equipes para obter aumento de repertório e entregas mais qualificadas. Gerações que convivem podem ter uma relação de aprendizado uma com as outras em vez de conflitos.

Ter um plano de cargos e salários bem definido, tornar os processos mais flexíveis, montar comitê para discutir as relações, ter uma comunicação organizacional aberta, ser ouvido e bem aproveitado, entender os limites de cada um são ótimos exemplos para gerenciar conflitos entre as gerações.

Leia também: Falta de Integração nas Empresas – Como Resolver?

Estamos produzindo um podcast com uma especialista em gestão de pessoas e em breve estará disponível aqui no blog. Fique ligado!

O que vem por aí: Geração Z

Se a Geração Y cresceu tendo a internet como meio para descobrir o mundo, imagine os jovens que nasceram com a tecnologia já inserida na rotina dos seus pais?

A nova leva de profissionais, que estão começando a entrar no mercado de trabalho, já chama a atenção de pesquisadores e especialistas em Recursos Humanos. Isso porque a atual geração não compreende a si mesma sem que haja digitalização no mundo.

A tecnologia dos tempos atuais molda a comunicação para um comportamento instantâneo que nem sempre depende do olho no olho. Isso faz com que a Geração Z se comunique tanto virtualmente que acaba se isolando das relações interpessoais.

Se para seus pais e avós a sala era um lugar de convívio, os Z são mais individualistas e independentes, tornando os computadores e smartphones seus locais para confraternização. E no futuro isso pode ser um problema para as empresas pelo fato de terem que gerenciar pessoas com dificuldades em trabalho em grupo.

Mas o que esperar dessa geração?

Bem, o que podemos adiantar observando seus comportamentos é que, se a Geração Y já é inquieta, a Z certamente vai intensificar esse comportamento. Esperar não é o ponto forte desses novos profissionais e os líderes precisam estar preparados para lidar com eles, gerenciando expectativas e estando abertos à novas formas de trabalho.


Gostou do post? Então não deixe de comentar abaixo como sua equipe é formada e qual a relação entre as gerações dentro da sua empresa. Até a próxima

Sobre o autor

Higor Lima

Misture o interesse por histórias com a vontade de conhecer culturas diferentes. Acrescente uma boa dose de aventura e uma pitada de emoção. Leve ao forno até se formar em Jornalismo e terminar a pós graduação em MBA Marketing. Sirva com alegria, disposição e um axé ao fundo.