Comunicação Interna Conteúdos

A segurança da informação para comunicação internaTempo de Leitura: 3 minutos

segurança informação comunicacao interna

Em tempos de alta competitividade empresarial, é sempre importante que os gestores se preocupem com a segurança da informação para comunicação interna. Segundo dados do Ponemon Institute em parceria com a IBM, o vazamento de dados teve um custo de $3,8 milhões em 34 empresas pesquisadas somente no Brasil em 2014. Esse pode ser um dos principais entraves da Tecnologia da Informação (TI) em um projeto de comunicação corporativa e merece atenção especial, mas vale ressaltar que há outros meios de vazamento que não sejam pela parte tecnológica.

A segurança da informação sempre foi, é deve continuar sendo, um setor que requer bastante atenção da empresa. Existem inúmeras soluções de software e outros mecanismos que protegem a parte informatizada, além do apoio dos próprios profissionais da área que podem contribuir para a segurança da informação para comunicação interna no que tange a tecnologia.

De acordo com a pesquisa da Ponemon Institute, 62% dos entrevistados consideraram as ameaças externas como a maior ameaça de segurança virtual. Para evitar a ação de crackers, a instalação de antivírus e firewall é essencial. Teste seu sistema contra o máximo possível de tipos de ataques para identificar vulnerabilidades. Também é importante manter todos os softwares sempre atualizados.

Outro ponto que muitas vezes fica em segundo plano, mas que deveria receber total atenção de empresários, administradores e gestores da comunicação empresarial é a preocupação com o comportamento e o correto tratamento da informação por parte dos colaboradores. A colaboração da equipe é fundamental para preservar a segurança da informação para comunicação interna.

Empresas que pretendem blindar as informações devem planejar cartilhas e manuais de conduta, manter as políticas de privacidade sempre atualizadas, além de submeter os funcionários em treinamentos periódicos para evitar incidentes que comprometam as informações. Uma dica simples de ser implantada é instruir os colaboradores a utilizarem senhas complexas, que envolvam letras, números e dígitos especiais (!@#$%&*), porem sempre tomando cuidado para não disponibilizar esta senha em nenhum lugar, para evitar seu extravio. Outro hábito seguro é não utilizar a mesma senha em mais de uma plataforma.

Em se falando de comunicação interna, também deve se tomar cuidado com manifestações indevidas. Algumas informações compartilhadas no âmbito interno da empresa têm grande valor estratégico e não podem ser divulgadas a públicos externos. Por isso, diretores e outros porta-vozes devem passar por treinamentos periódicos para evitar deixar escapar este tipo de informação em entrevistas, por exemplo.

Somente estando atento a todos os aspectos da segurança da informação para comunicação interna é que a empresa pode minimizar os riscos. Por isso, é sempre importante ter uma visão ampla do assunto e tomar cuidados com todas as frentes possíveis de vazamentos, fugas e roubos de informações estratégicas.

Sobre o autor

Felipe Machado von Hertwig

Coordenador de suporte na Progic Tecnologia e especialista de produto. Bacharel em Sistemas de informação e pós-graduado em segurança da informação.