Conteúdos

Resumo do Livro – Como Convencer Alguém em 90 SegundosTempo de Leitura: 9 minutos

resumo do livro como convencer alguem em 90 segundos
Escrito por Eric Vazzoler

Está sem tempo para ler ou prefere escutar o artigo? Experimente o player abaixo:


“Então me convença em 90 segundos!”.

Essa é a frase que você vai ouvir depois que contar para alguém que acabou de ler esse livro. Mas não foi bem essa a intenção de Nicholas Boothman ao escrever “Como convencer alguém em 90 segundos”.

A ideia não é convencer qualquer pessoa a fazer qualquer coisa em 1 minuto e meio, muito menos de transformar o leitor em um especialista na arte do convencimento apenas por ler o livro.

O principal objetivo do livro é mostrar como você pode se apresentar e se conectar melhor com as pessoas que acabou de conhecer, ou já conhece, para criar relacionamentos mais significativos, confiáveis, duradouros e produtivos.

Informações Gerais

Título: Como convencer alguém em 90 segundos – Crie uma primeira impressão vendedora

Autor: Nicholas Boothman

Páginas: 232

Tempo de leitura: 3-6 horas

Preço:

  • Livro Físico: ~R$30
  • Livro Digital: ~R$20 (Eu paguei R$4,90 na black Friday \o/ (fiquem ligados))

Minha Opinião sobre o Livro

Apesar do título chamativo, as ideias passadas pelo autor são realmente muito interessantes. “Como convencer alguém em 90 segundos” pode auxiliá-lo muito a melhorar a sua comunicação e a forma com que se apresenta às pessoas, principalmente se você é mais introspectivo e está começando a desenvolver seu relacionamento interpessoal.

E além de passar dicas muito interessantes, um outro ponto positivo é a forma que o autor faz isso. Boothman abusa da técnica do storytelling e, no final do livro, até ensina o que uma boa história precisa ter para encantar seus ouvintes.

Vários de seus argumentos são reforçados com experiências de vida do autor, primeiramente como assistente de um grande publicitário da Inglaterra e depois como fotógrafo.

Isso deixa a leitura muito leve e agradável.

Em diversos momentos, o autor passa exercícios que os leitores mais engajados podem realizar para treinar e aprimorar suas habilidades de persuasão, de comunicação e para ter mais empatia com seus interlocutores.

O que é totalmente válido, tendo em vista que desenvolver essas habilidades propostas não é tarefa simples. Nenhuma pessoa que não possua estas características naturalmente irá se tornar o mestre da persuasão da noite para o dia.

Há dicas para se conectar com as pessoas em diversas situações, como em uma entrevista de emprego, uma apresentação, um evento social ou até em uma cold call, para prospectar clientes.

Prós:

  • Leitura leve e agradável
  • Dicas e técnicas interessantes
  • Frases marcantes
  • Histórias relevantes
  • Aborda vários temas diferentes
  • Diversas propostas de exercícios

Contras:

  • Repetitivo às vezes (o que algumas pessoas podem achar bom)
  • Os leitores mais experientes sobre este tema podem achar o livro um pouco superficial

Recomendo a leitura desse livro. Possui dicas muito relevantes, histórias envolventes, uma leitura leve e uma conclusão interessante.

Minha parte favorita

Aqui vai um fato da vida: todo comportamento é um vai e vem de feedback. Você quer algo, você busca isso. Se você falha, pode tentar a mesma coisa de novo; ou então pode perceber o que a primeira tentativa ensinou a você (feedback), redesenhar a sua estratégia e só então tentar de novo. Receba mais feedback da sua segunda tentativa e continue mudando e aprimorando a sua tática, até conseguir o desejado. Tente e aprimore, tente e aprimore. Não há fracasso, somente feedback. A fórmula então se torna: saiba o que você quer (em termos positivos, como “Eu quero colaboração”, e não “Eu não quero uma discussão sem sentido”), veja o resultado e mude o que você estava fazendo até que consiga o resultado desejado.

Resumo – Como Convencer Alguém em 90 Segundos

O livro é dividido em 13 capítulos organizados em 4 partes.

Na primeira parte do livro Nicholas cita vários momentos de aprendizado que teve no começo de sua carreira, como assistente do publicitário Francis Xavier Muldoon.

Muldoon cita vários aspectos importantes sobre como se conecta com seus clientes e dá algumas dicas básicas, como olhar nos olhos e sorrir para causar uma ótima primeira impressão na imaginação das pessoas.

Capture a imaginação e você vai capturar o coração. Tudo na vida é comportamento. Imaginação desperta emoção, emoção desperta atitude e atitude molda comportamentos.

Nesta parte também, o autor introduz a técnica KFC, que resume a minha frase favorita que coloquei no começo deste texto:

  • Know what you want (saiba o que você quer)
  • Find out what you’re getting (observe o resultado obtido)
  • Change what you do until you get what you want (mude até que obtenha o resultado desejado)

Na parte 2 do livro, o autor continua falando sobre como causar uma boa impressão nas pessoas e dá várias dicas sobre comportamento, aparência e até o modo de se vestir, para evitar o instinto das pessoas de “lutar ou fugir” e fazer com que elas se sintam seguras perto de você.

O autor também fala sobre como deve ser nossa atitude, linguagem corporal e a importância de ser coerente nas nossas relações para conseguirmos nos conectarmos com as pessoas.

Na comunicação cara a cara, pessoas dão mais credibilidade ao que elas veem, depois ao tom de voz e por último às palavras que estão ouvindo.

O autor fala sobre a importância das nossas atitudes e de ser coerente na sua comunicação.

A atitude é composta de linguagem corporal, tom de voz e escolha de palavras. Se você está entusiasmado, então pareça entusiasmado, soe entusiasmado e use palavras entusiásticas.

Outro ponto interessante para sabermos nos comunicar melhor é sobre como nosso cérebro processa as informações.

Por exemplo, nosso cérebro não processa informações negativas (não fazer algo, não ver algo), então é muito melhor usar frases positivas, como por exemplo “Ligue-me” ao invés de “Não hesite em me ligar”.

Já na terceira parte do livro, o autor começa falando sobre como lidar com pessoas de personalidades diferentes da sua e a importância de ser um “camaleão” neste aspecto, ou seja, moldar a sua personalidade de acordo com quem você está lidando.

Nicholas também dá dicas de como apresentar o seu negócio para as pessoas, através do “comercial de 10 segundos”.

Neste comercial é necessário conter, de forma resumida:

  • O que você faz
  • Para quem você faz
  • Como faz a vida dessa pessoa ser mais fácil ou melhor.

Além disso, Nicholas mostra como é possível utilizar esta apresentação com um possível cliente através de uma técnica que ele chama de “abordagem de pub”, cuja fórmula é: “Você sabe como… Então nós… Para que eles…”

Por exemplo:

  – Você sabe como as pessoas tem problemas de comunicação dentro das empresas?

  – Então, nós temos uma ferramenta para ajudar a resolver esses problemas.

  – Para que eles possam alcançar seus objetivos e mostrar o valor do seu trabalho.

O autor também dá dicas de como se vestir para causar uma impressão boa nas pessoas e fala da importância desse aspecto.

Lembre-se que, quando você está malvestido, as pessoas notam as suas roupas; quando está muito bem-vestido, elas notam você.

Na parte 4 do livro, “Construindo Relacionamentos”, Nicholas mostra alguns passos que você pode seguir para facilitar sua conexão com as pessoas, como manter uma linguagem corporal aberta e entrar em sincronia com a linguagem corporal de seu interlocutor.

Também fala sobre como você deve se apresentar, a importância da conversa fiada e como achar assunto em comum com as pessoas.

As regras básicas para se conectar com sucesso são praticamente as mesmas para entrevistas: faça a pessoa falar, mantenha-se focado, observe ativamente, escute ativamente, dê feedback, encoraje e tenha certeza de que você escuta mais do que fala.

Durante as conversas, Nicholas fala para evitar perguntas que possam ser respondidas apenas com um “sim” ou “não”. Ao invés disso, faça perguntas para ativar a imaginação da pessoa, usando “quem”, “o que”, “onde”, “por que”, “quando” e “como”.

No capítulo 12, “O segredo dos bons comunicadores”, o autor reforça a importância de capturar a imaginação e o coração das pessoas.

Toda a boa comunicação acaba tendo algumas palavras emocionais e cativantes. Elas deveriam apertar quatro botões: atenção, interesse, desejo e ação.

Para ajudar neste ponto, o autor mostra algumas técnicas para deixar sua comunicação mais interessante, como usar analogias, metáforas e contar histórias.

Contar histórias é especialmente útil para ganhar harmonia com grupos, porque histórias atraem simultaneamente as pessoas visuais, auditivas e sinestésicas. Ademais, histórias fazem o aprendizado mais fácil, rápido e rico porque a informação é recebida em pacotes e não é necessário um processamento consciente.

No capítulo final, o autor ainda dá várias dicas de como fazer uma apresentação em público, fazendo uma ligação com todos os demais assuntos citados no livro. Neste ponto, Nicholas fala sobre a importância de se conectar:

Sucesso não depende apenas de quão bem você faz o seu trabalho, também depende de quanto você se importa e como se conecta com as pessoas e transmite a sua mensagem.


Espero que tenha gostado do resumo e dos meus comentários. Se você se interessou:

Veja o livro na Amazon

Veja o livro na Submarino

Veja o livro na Saraiva

Sobre o autor

Eric Vazzoler

Engenheiro eletricista deslumbrado pela Comunicação com os Colaboradores e pelo Marketing Digital. Líder da equipe de Marketing de Conteúdo da Progic. Apaixonado por livros, filmes, músicas, games e pedalar no meio da natureza.