Conteúdos TV Corporativa/Mural Digital

TV Corporativa: O que é, Como Funciona e tudo que você precisa saberTempo de Leitura: 41 minutos

o que é tv corporativa
Escrito por Eric Vazzoler

TV Corporativa é um canal de Comunicação Interna que consiste em telas instaladas dentro da empresa. Elas ficam expostas continuamente aos colaboradores e são espalhadas em lugares estratégicos, como em corredores, refeitórios ou até dentro de cada departamento. Esta ferramenta visual de Comunicação Interna possui diversos diferenciais em relação aos meios tradicionais.

separação progic

A televisão é um meio de comunicação utilizado por todo mundo, independente da idade, classe social ou estilo de vida.

As pessoas já estão acostumadas com este canal e, por isso, a TV aparece também como uma ferramenta fantástica para realizar a Comunicação com os Colaboradores.

De todas as tecnologias que estão transformando a maneira de se comunicar com os funcionários de uma empresa, o formato audiovisual é o que mais se destaca. Em todas as pesquisas e artigos sobre o futuro da Comunicação Interna, o vídeo está listado e, geralmente, em primeiro lugar.

Nas grandes empresas a TV Corporativa é a ferramenta de comunicação que está recebendo o maior investimento, seguido da Intranet e dos Apps para smartphones.

Neste post, reunimos toda nossa experiência adquirida junto aos nossos clientes para falar tudo sobre a TV Corporativa!

Você vai ver:

O que é TV Corporativa?

Se você utiliza jornais, revistas e murais de notícias impressas para manter os colaboradores informados sobre a empresa, sabe de todas as interferências e ruídos que envolvem esses processos e prejudicam a eficiência de suas mensagens.

Um dos principais desafios que nós, profissionais de comunicação interna, enfrentamos no dia a dia é fazer com que a mensagem alcance todos os colaboradores e chegue até eles sem interferências ou interpretações equivocadas.

E para enfrentar esse problema, precisamos conhecer nossa audiência e a melhor maneira de conversar com ela.

Hoje, a forma como as pessoas consomem informação deve ser um dos principais pontos a ser levado em consideração no momento de escolher uma ferramenta de comunicação interna.

Se o público está pedindo por conversas mais atrativas, dinâmicas e diretas, devemos adaptar o diálogo para obter melhores resultados.

E se o público está pedindo por conversas mais atrativas, dinâmicas e diretas, devemos adaptar o diálogo para obter melhores resultados. E uma das ferramentas que atende todas essas demandas é a TV Corporativa.

TV Corporativa, ou Mural Digital, é um canal de Comunicação Interna que consiste em telas instaladas dentro da empresa. Elas ficam expostas continuamente aos colaboradores e são espalhadas em lugares estratégicos, como em corredores, refeitórios ou até dentro de cada departamento. Esta ferramenta visual de Comunicação Interna possui diversos diferenciais em relação aos meios tradicionais.

O objetivo é melhorar a comunicação interna da empresa oferecendo aos colaboradores um conteúdo mais atrativo, segmentado, assertivo e de fácil acesso.

Muito além de apenas distribuir telas pelos corredores para exibir o vídeo institucional o dia inteiro, a TV Corporativa pode auxiliar em objetivos estratégicos da empresa, como aumentar o alinhamento, potencializar as ações de endomarketing, acompanhar processos e metas, promover a integração dos colaboradores, entre outros.

Utilizando o modelo de gerenciamento via internet, o qual explicarei mais adiante, a Televisão Corporativa pode ser um instrumento poderoso e dinâmico de comunicação na empresa, entregando a informação certa para a pessoa certa e no tempo certo.

A TV Corporativa é uma das aplicações de Digital Signage, ou Sinalização Digital. Outras aplicações comuns de Digital Signage podem ser: TV no Ponto de Venda, TV em Ambiente de Espera ou TV para venda de publicidade, também conhecida como Mídia Digital Out of Home (MDOOH).

História da TV Corporativa

No começo dos anos 90, nos primeiros projetos de TV Corporativa no Brasil, eram utilizados vídeos cassetes com fitas VHS para reproduzir os conteúdos nas telas. O processo de comunicação era lento e trabalhoso, tendo em vista que para atualizar os vídeos era necessário gravar novas fitas e distribuí-las pela empresa.

Depois surgiu a TV Corporativa via satélite, que devido ao alto custo da transmissão dos conteúdos e da infraestrutura necessária no projeto, acabou limitando o uso deste canal apenas às grandes empresas.

Neste formato, cada tela é alimentada por um receptor satelital muito similar aos receptores de TV via satélite doméstico, como Sky, por exemplo. Toda a estrutura necessária para fazer o sinal chegar a todos os receptores é muito cara, pois vai desde a geração e transmissão do sinal até a locação do satélite em si. É praticamente a estrutura de uma emissora de TV via satélite tradicional.

Além disso, todas as telas exibiam a mesma programação, pois o sinal do satélite é único para todo o país. Isto torna a relação custo-benefício deste tipo de abordagem muito baixo, pois pagavam-se valores enormes por uma programação igual para todos os públicos da empresa e que geralmente eram exibidos apenas em momentos específicos do dia.

Com o surgimento das TVs e monitores com entrada USB, surgiu uma nova modalidade da TV Corporativa: a TV Pendrive. Este formato, apesar de ter sido uma solução inteligente para resolver o problema dos altos custos da TV Corporativa via satélite, fez ressurgir todos os problemas de logística dos primeiros projetos de Televisão Corporativa, quando eram utilizados fitas VHS.

Apesar da TV Pendrive ter sido uma solução inteligente para resolver o problema dos altos custos da TV Corporativa via satélite, ela fez ressurgir todos os problemas de logística dos projetos que utilizavam fitas VHS.

Com as TVs Pendrives, as telas ficavam ligadas o dia inteiro, pois não haviam os altos custos da transmissão dos vídeos, porém, devido às dificuldades logísticas, a programação raramente era atualizada. O resultado, em muitos casos, eram telas exibindo os mesmos vídeos em looping durante semanas, o que acabou prejudicando muito a eficiência desse canal.

TV Corporativa nos Dias de Hoje

A partir de meados dos anos 2000 a transmissão de dados via internet evoluiu ao ponto de permitir tráfego de vídeos, o que tornou possível que projetos de TV Corporativa utilizassem a internet como canal de transmissão com custos muito mais acessíveis em comparação ao uso de satélites.

Surgiu então a TV Corporativa via internet, ou TV Corporativa online.

motivacao

Neste formato, toda a distribuição, gestão e monitoramento do que é exibido nas telas é feito remotamente e de forma centralizada, utilizando um software de gerenciamento de conteúdos para TV Corporativa.

Com as soluções de TV Corporativa via internet disponíveis atualmente, é possível implementar e gerenciar este canal internamente, sem a necessidade de terceirizar a instalação, a manutenção, a gestão e nem a produção de conteúdos. A própria equipe responsável pela Comunicação Interna, por mais enxuta que seja, poderá usufruir das vantagens que a Televisão Corporativa oferece para a comunicação da empresa.

E junto com essa transformação na tecnologia da TV Coorporativa, a forma como ela era utilizada pelos comunicadores também foi amadurecendo com o tempo.

No começo, a TV Digital Corporativa era vista apenas como uma evolução dos famosos jornais murais, que ainda hoje é o meio de comunicação impresso mais utilizado nas empresas.

Porém, conforme o canal foi se popularizando, esta nova ferramenta de comunicação com os colaboradores se tornou muito mais do que apenas um “jornal mural digital”.

Hoje, tanto a TV Corporativa quanto o jornal mural têm espaço nas empresas, cada uma cobrindo necessidades diferentes de comunicação.

 

A TV Corporativa feita através da internet e gerenciada remotamente agilizou o processo de comunicação e deixou muito mais atraente e divertida a forma que as organizações conversam com seus funcionários.

Com a tendência cada vez mais forte de disponibilizar informações para os colaboradores e de se comunicar através de vídeos, esta ferramenta veio para entregar mais valor e dinamismo para a comunicação interna, acompanhando o comportamento e a forma que as pessoas já se comunicam fora da empresa.

Qual a Diferença entre Mural Digital e TV Corporativa?

Se você já leu nosso post “O que é Mural Digital”, deve estar se perguntando qual a diferença entre mural digital corporativo e TV Corporativa, se é que há alguma diferença.

No nosso entendimento, o único fator que diferencia um do outro é a programação criada para cada uma, ou seja, a sequência de mídias que são exibidas nas telas.

Enquanto o mural digital possui uma playlist objetiva, apenas com informações relacionadas à empresa, como índices, avisos internos e indicadores de resultados, a TV Corporativa exibe também conteúdos diversos, como notícias atualizadas e entretenimento.

Podemos fazer duas analogias para distinguir estas duas ferramentas:

Mural Digital

O mural digital, ou mural corporativo digital, seria a versão moderna do jornal mural, substituindo os informativos impressos e presos na parede por vídeos muito mais chamativos, de forma quase instantânea e sem o desperdício de papel.

TV Corporativa

Já a TV Corporativa é um canal de TV criada para o público interno da empresa. Este canal é usado para transmitir informações importantes, entreter e fortalecer a marca da empresa, assim como estamos acostumados a ver na televisão em nossas casas.

Apesar de ser mais interessante, não necessariamente a TV Corporativa é melhor que o mural digital de informações. O modelo a ser implementado deve ser definido levando em conta a cultura e os objetivos comunicacionais da empresa.

Como Funciona a TV Corporativa via Internet

Imagine que você precise gerenciar o que é exibido em diversas telas espalhadas pela empresa em que trabalha. Para você, como seria a ferramenta perfeita para fazer essa gestão?

Lembrando que para ter sucesso com este canal, ou seja, fazer com que os colaboradores de fato assistam aos conteúdos exibidos, são necessárias atualizações constantes na programação, imagens e vídeos de qualidade, entre algumas outras boas práticas que falaremos adiante.

E então, como seria essa solução?

Acredito que como primeiro aspecto, você considerou a função de realizar a atualização dos conteúdos remotamente, certo? Do seu escritório envia um novo vídeo e rapidamente todas as telas estarão exibindo. Fantástico!

Talvez o segundo ponto lembrado foi saber se todas as telas estão funcionando corretamente, também de forma remota. Ok!

Mas você também gostaria de poder agendar a data e o horário para determinados vídeos serem exibidos ou retirados da programação, certo? Realizar campanhas internas de forma otimizada.

Pois então, é exatamente assim que funciona uma TV Corporativa via internet, mas com diversos outros detalhes para facilitar a vida do comunicador.

No diagrama animado abaixo dou uma visão geral de como funciona a TV Corporativa via internet:

diagramaTVcorpAlt

Lembrando que: TV Corporativa é um canal de TV em que as telas ficam continuamente expostas aos colaboradores. Uma plataforma de vídeos na intranet em que o colaborador acessa e assiste quando quiser é outro conceito.

separação progic

Um projeto de TV Corporativa é composto por 3 elementos principais: os equipamentos, o software de gerenciamento e os conteúdos.

Para cada ponto que se deseja instalar uma tela, será necessário além da própria TV, um dispositivo reprodutor de conteúdos, chamado player. Com os players conectados na internet, toda a gestão do que será exibido nas telas é gerenciado remotamente através do software para TV Corporativa em seu navegador.

Assim que você faz o upload de um conteúdo para o programa de TV Corporativa, este conteúdo é armazenado na nuvem, ou seja, nos servidores da empresa que fornece a solução de TV Corporativa.

Quando você define que este conteúdo deverá ser exibido em uma tela, o player irá fazer o download desse conteúdo e armazená-lo na sua memória interna, diferentemente de um sistema que exibe vídeo por streaming, como o YouTube por exemplo.

Depois de armazenado na memória interna do player, a conexão com a internet só será necessária novamente para carregar novos conteúdos.

Esse detalhe é importante, pois um sistema de TV Corporativa não consome muita banda da internet da empresa (pelo menos não deveria).

Veja mais detalhes de cada elemento:

Equipamentos

Aqui se enquadram todos os equipamentos do sistema, ou seja, a parte física do projeto. Isso envolve as telas, os players, os suportes, o cabeamento e os equipamentos para conectar os players à internet, como modems e roteadores.

Telas – Podem ser de LCD, LED, plasma, TV, entre outros, mas é sempre aconselhável utilizar monitores LFD, que são profissionais e feitos especificamente para esta aplicação.

Players – Podem ser mini-PCs, players desenvolvidos especificamente para digital signage (sinalização digital), Android players ou players embarcados, que são aqueles já embutidos em monitores LFD específicos.

Software de Gerenciamento de Conteúdos

Aqui é onde a mágica acontece. Toda a gestão da TV Corporativa é feita através de um software web.

Nele, você define a programação de cada tela, faz o monitoramento dos players, gera relatórios de exibição e gerencia a biblioteca de conteúdos das telas, tudo através de um browser, como o Google Chrome ou o Mozilla.

software de gerenciamento da TV Corporativa será a principal ferramenta de operação diária da equipe que cuida da Comunicação Interna. Por isso, é essencial estudar as opções do mercado e escolher a que mais se adapta às suas necessidades.

Neste ponto, tome cuidado com software para TV Corporativa grátis, ou TV Corporativa open source. Geralmente essas soluções não possuem todos os recursos necessários para gerenciar adequadamente as suas telas, ou não há suporte técnico.

Conteúdos

Em um projeto de TV Corporativa, o conteúdo também é rei.

Software e hardware são elementos que definirão a facilidade da operação e a escalabilidade da rede de telas, mas é o conteúdo que definirá o sucesso do projeto inteiro. Afinal, ele é o produto entregue aos colaboradores.

Por isso, além de investir em conteúdos de qualidade, as mensagens precisam ser adaptadas para esse canal. A TV Corporativa, ou Mural Digital, é um formato diferente de comunicação, com características próprias. Ela não é igual ao jornal mural de informações ou à intranet da empresa.

 

Exemplo de TV Corporativa

As Vantagens da TV Corporativa…

…para a Empresa

  • Missão, visão e valores da empresa.
  • Objetivos estratégicos, metas e resultados de um período.
  • Indicadores de performance da equipe e individuais.
  • Campanhas sociais, de conscientização ou educacionais.
  • Notícias do mercado, da empresa ou comunicados internos.
Todas essas informações aprimoram a Cultura Organizacional, moldam o comportamento e fornecem uma visão holística do negócio aos colaboradores.

Elas alinham todos à estratégia e aos valores da empresa.

E todas as informações citadas acima devem estar expostas aos colaboradores, à vista de todos continuamente e não escondidas em uma pasta qualquer na intranet da empresa, esperando para ser encontrada, ou em um e-mail, esperando para ser aberto.

É aí que a TV Corporativa se mostra estratégica.

Com ela, todas as informações essenciais para deixar os colaboradores na mesma sintonia estarão sempre ao alcance de um olhar. É uma ferramenta indispensável para a construção de uma comunicação interna eficaz.

E como já falamos no nosso post “7 Vantagens que uma Comunicação Interna Eficaz traz para a Empresa”:

Uma comunicação corporativa eficaz ajuda a empresa a garantir que todos os membros da organização estão trabalhando colaborativamente em direção a um objetivo em comum, melhorando a eficiência e a produtividade, bem como o produto ou o serviço entregue ao cliente.

Ela ajuda a desenvolver uma cultura coesa, auxiliando os colaboradores a tomarem decisões alinhadas às estratégias da corporação.

Todas as informações importantes para os colaboradores devem estar expostas, à vista de todos continuamente, e não escondidas em uma pasta qualquer na intranet da empresa, esperando para ser encontrada, ou em um e-mail, esperando para ser aberto.

E quando falamos de cultura, não nos referimos apenas aos conceitos que são definidos na missão, visão e valores da organização. Nos referimos também às crenças, aos hábitos, costumes, rituais, e às normas da empresa.

A Cultura Organizacional contribui para a construção da identidade da empresa assim como para a concepção do clima organizacional, que consiste no ambiente que é criado no contexto empresarial. Este ambiente, por sua vez, impacta diretamente na produtividade dos seus colaboradores.

Com o auxílio da TV Corporativa, os gestores e profissionais de Comunicação Interna podem reforçar, aprimorar ou até criar a cultura da empresa.

É possível promover a colaboratividade, reforçar comportamentos desejados, ditar a moral e os costumes, influenciar o otimismo em relação ao futuro, entre outras coisas. Todos estes elementos influenciam muito o comportamento dos colaboradores.

…para os Colaboradores

Quem gosta de trabalhar em uma empresa na qual você fica sabendo de mudanças importantes depois que elas já aconteceram? Ou na qual você nem conhece todos os benefícios oferecidos? Ou em uma empresa que não comunica seus objetivos estratégicos para todos?

Essas e outras falhas graves na comunicação interna prejudicam muito a experiência do funcionário no trabalho. Inclusive, a falta de uma boa comunicação é um dos principais fatores que levam os colaboradores a deixarem seus empregos, como já falamos no post “Retenção de Talentos: Como uma boa CI diminui o Turnover da empresa”.

Além disso, a comunicação é um dos pilares básicos para conquistar colaboradores engajados, um conjunto de conexões racionais e emocionais que geram resultados positivos tanto para a empresa, quanto para os funcionários.

equipe de ti

Criar novos formatos de comunicação com o público interno facilita o fluxo da informação e estimula o envolvimento das pessoas com as causas divulgadas. Quando há uma identificação do colaborador com a empresa, ele cria uma ligação afetiva com o seu próprio trabalho, elevando a dedicação na realização de suas tarefas.

A TV Corporativa, por ser um canal com características únicas, se torna uma poderosa aliada da empresa para construir uma comunicação interna eficaz. Veja:

Fácil Acesso à Informação

Uma vantagem da TV Corporativa em relação às outras ferramentas de comunicação interna é que ela proporciona ao colaborador fácil acesso à informação.

Dados importantes – como a situação atual das metas ou do estoque, assim como comunicados mais rotineiros, como o cardápio do dia no refeitório – podem aumentar muito a produtividade dos colaboradores quando estão facilmente acessíveis.

Atrativa

O movimento atrai a atenção naturalmente, graças a um instinto de sobrevivência que vem desde os primatas. Nada mais natural, então, que incorporar esse recurso também quando pensamos na forma de transmitir informação dentro de uma empresa.

Vídeos e imagens de alta qualidade possuem um poder visual muito elevado se comparado às outras formas de transmitir informação. Uma TV Corporativa com conteúdo bem produzido pode deixar um ambiente muito mais moderno e atrativo.

Direta e de Fácil Entendimento

A informação que a diretoria quer transmitir muitas vezes passa por vários intermediários e acaba chegando distorcida na equipe operacional, por exemplo.

Com a TV Corporativa temos a garantia de que a informação que vai chegar ao remetente é a mesma que saiu da fonte. Ela não será distorcida no meio do caminho.

Além disso, o formato dos conteúdos desse canal, que geralmente são vídeos curtos, assertivos e diretos, facilitam o processo de entendimento da mensagem por parte dos colaboradores.

Possibilidade de Segmentação

Um trabalhador de chão de fábrica e um diretor executivo vivem realidades diferentes e demandam uma comunicação própria, que passa pela escolha da informação e até da linguagem.

Com a TV Corporativa é possível fazer essa segmentação de forma fácil, munindo todos os setores da empresa com informações relevantes para cada colaborador.

 

…para a Equipe de Comunicação Interna

Responsável por ajudar que os funcionários compreendam e internalizem os valores e propósitos da organização, o profissional de CI precisa estudar as mais diferentes maneiras de distribuir as informações para incentivar os colaboradores a vestirem a camisa da empresa.

Para quem vê de fora não imagina o quão complicada é essa missão!

Trabalhar com equipe reduzida, com pouco investimento no setor, falta de tempo para criar e gerenciar conteúdos novos e engajar colaboradores nos eventos promovidos são apenas algumas atividades que exemplificam o porquê de CI ser um desafio diário.

Por isso, contar com ferramentas que auxiliem nessas atividades é fundamental para o pessoal do departamento de comunicação.

A TV Corporativa, além das vantagens estratégicas para a empresa e da melhoria na comunicação para os colaboradores, também possui benefícios para os responsáveis pela CI. Confira:

Otimização das Tarefas

Com a TV Corporativa não haverá mais necessidade de imprimir as peças produzidas pela equipe de comunicação e sair distribuindo pelas paredes da empresa. É possível enviar os seus comunicados imediatamente às telas.

Como o gerenciamento dos conteúdos exibidos nas TVs é feito de forma remota e centralizada, é muito simples e barato realizar comunicados e campanhas através deste canal.

Ao contrário de um mural físico, ou de outros canais impressos, a TV Corporativa é uma ferramenta escalável. O trabalho para atualizar uma tela na recepção, por exemplo, é o mesmo trabalho para atualizar 1000 telas espalhadas em todas as filiais da empresa.

Assim, o departamento de comunicação interna terá uma maior capacidade de coletar, processar, segmentar e distribuir as informações que os colaboradores precisam saber.

Automatização da Comunicação

Um dos segredos para a TV Corporativa ser bem sucedida na empresa está na constante atualização dos conteúdos. Porém, isso demanda tempo.

Por isso, a solução de TV Corporativa possui o recurso de Fonte de Dados, uma maneira que você tem para facilitar ou até automatizar a atualização de notícias externas ou internas da empresa.

Quer ver um exemplo da utilização de Fonte de Dados na prática?

Veja o vídeo abaixo. Trata-se da “História da Empresa”, uma das mídias prontas para uso que faz parte da solução de TV Corporativa da Progic:

Repare que o vídeo é reproduzido duas vezes, uma seguida da outra. Porém, em cada vez é exibido uma imagem e um texto diferente. Isso é feito através do recurso Fonte de Dados.

Com a Fonte de Dados você poderá exibir comunicados diversos em um mesmo vídeo ou imagem de fundo, tornando as informações exibidas na TV Corporativa sempre atualizadas.

Alcance

Um dos principais desafios enfrentados pela equipe de CI é alcançar todos os colaboradores. E como já falamos no post “Sistema de Irrigação e a CI das Empresas”, quanto mais longe o funcionário estiver da fonte da informação (diretoria da empresa), menos satisfeitos eles estarão com a quantidade de informação que recebem.

Por isso, alcançar todos os colaboradores requer uma estratégia exclusiva por parte da equipe de Comunicação Interna.

Como as telas fazem parte do ambiente, expondo constantemente as informações para todo mundo, a TV Corporativa pode auxiliar muito nessa tarefa. Além disso, ela é a ferramenta perfeita para alcançar os colaboradores de chão de fábrica.

 

Aplicações da TV Corporativa

Dependendo da estratégia e dos objetivos da Comunicação Interna de sua empresa, o planejamento editorial da TV Corporativa pode seguir diferentes linhas de atuação.

Por exemplo, se a principal dor que a equipe de comunicação precisa resolver no momento é a falta de integração entre os times, algumas ótimas opções para exibir nas telas são conteúdos que envolvam os colaboradores, como vídeos de reconhecimento ou fotos dos eventos internos da empresa.

endomarketing valorize sua marca internamente para vender mais

Em um outro exemplo, se o seu objetivo é construir equipes mais engajadas e envolvidas com a organização, exibir as metas de um período ou um vídeo com o funcionário destaque do mês, podem ser excelentes opções para inserir na programação da TV Corporativa.

Assim, o primeiro passo para definir quais aplicações a TV Corporativa terá na estratégia comunicacional da empresa é mapear os seus principais objetivos e dar prioridade para os conteúdos e para as linhas estratégicas que estão alinhadas à estes objetivos.

Alguns exemplos das aplicações que a TV Corporativa pode ter para a Comunicação da empresa:

  • Potencializar o Endomarketing – Realizar o marketing da empresa para os colaboradores, vendendo a imagem e a essência da organização, fortalece o relacionamento com a equipe além de aumentar a atração e retenção desses profissionais.
  • Fazer Gestão à Vista – Compartilhar e apresentar de forma facilmente observável os indicadores do negócio, ou qualquer outra informação que auxilie na gestão dos colaboradores.
  • Reforçar a Cultura – promover a colaboratividade, reforçar comportamentos desejados, ditar a moral e os costumes, influenciar o otimismo em relação ao futuro, entre outras coisas.
  • Garantir a Segurança – Divulgar todas as normas e procedimentos estabelecidos através da comunicação visual é a melhor forma de garantir a segurança dos colaboradores.

Conteúdos para TV Corporativa

Veja diversos exemplos de conteúdos para uma TV Corporativa:

No nosso e-Book “99 Ideias de Conteúdos para TV Corporativa” damos várias sugestões para montar a programação desse canal digital corporativo alinhadas à diferentes objetivos que a empresa possa ter.

Você pode conferir o material completo aqui:

conteúdo para tv corporativa

Os Custos de um Projeto de TV Corporativa

Agora que já sabemos que a melhor solução de TV Corporativa é via internet e conhecemos os elementos desse modelo, você deve estar querendo saber quanto iria custar um projeto para a sua empresa, certo?

Mas calma aí!

Antes de começar, precisamos estar cientes que algumas decisões irão influenciar no custo do projeto, tanto no valor inicial, quanto no longo prazo.

A primeira escolha importante é a respeito dos equipamentos do projeto.

É muito comum redes de TV Corporativa em que cada tela é alimentada por um computador, quase sempre rodando um sistema operacional Windows. Talvez porque essa seja a primeira solução que vem à cabeça de alguém querendo implementar uma TV Corporativa via internet, porém essa opção se mostra uma grande fonte de custos e incertezas para o projeto.

O PC é uma plataforma genérica, feito para diversos fins. É ótima para uso em estações de trabalho, mas péssima para aplicações específicas, como a TV Corporativa.

Além do custo da máquina em si, há o custo do sistema operacional e o tempo gasto para adequar o PC para o uso. É a mesma coisa que acionar seu departamento de TI para montar uma nova estação de trabalho de algum funcionário recém-contratado.

Para projetos com 2 ou 3 telas isto não é tão perceptível, mas e quando se tratam de 20 ou 50 telas? Toda vez que uma nova tela é instalada, ou quando é necessário substituí-la, tudo isto tem que ser refeito.

Dê preferência aos equipamentos profissionais, desenvolvidos especificamente para TV Corporativa.

Por estas e outras questões técnicas o recomendado é utilizar players desenvolvidos especificamente para a TV Corporativa, equipamentos profissionais. O mesmo vale para as telas, dê preferência aos monitores LFD.

Sempre envolva a equipe de TI para a homologação dos equipamentos. Escolha uma solução profissional, robusta e que atenda os critérios de segurança para o projeto não ser barrado nesta etapa.

Outra decisão que impacta significativamente no custo do projeto é sobre a produção dos conteúdos e a gestão da TV Corporativa.

Dependendo da estrutura e do orçamento disponível para o setor de comunicação interna de sua empresa, você vai precisar contar com empresas externas para ajudá-lo a produzir os conteúdos e gerenciar a TV Corporativa.

Várias excelentes agências de comunicação especializadas estão disponíveis e é muito bom poder contar com estes parceiros externos, pois com o foco e know-how que eles possuem, os investimentos trazem retorno.

falta de comunicação

Porém, mesmo que sua empresa optou por terceirizar a produção de conteúdos, é importante que a equipe de comunicação de sua empresa também tenha a opção de gerenciar o que é exibido nas telas.

É muito comum, por parte das empresas que já possuem projetos de TV Corporativa implantados e que optaram por terceirizar tudo, que para qualquer simples alteração na programação, mesmo que seja apenas para divulgar algum comunicado aos funcionários, é necessário solicitar à empresa terceirizada que faça isto, o que acarreta custos adicionais e reduz a flexibilidade do cliente.

Se quiser se aprofundar nestas questões, temos um e-book no qual levantamos alguns pontos importantes para diminuir os custos de um projeto de TV Corporativa. Faça o download e veja: “TV Corporativa: Como fazer o Projeto caber no Orçamento

Você também pode acessar nosso artigo “Custo da TV Corporativa”, ou fazer o download da nossa planilha para estimar o custo do seu projeto:



Implementando uma TV Corporativa – Como Fazer?

Agora que você já entendeu como funciona a TV Corporativa como canal de comunicação interna e conhece o orçamento que será necessário, você pode começar o planejamento deste novo projeto.

Mas antes de iniciar a compra das telas, players e das licenças do software de gerenciamento alguns pontos precisam ser analisados para garantir o sucesso na implantação do canal.

Abaixo listamos alguns desses pontos, que você pode conferir na íntegra no nosso post: Iniciando um Projeto de TV Corporativa

1) Estude a TV Corporativa. Saiba quais seus pontos fortes e fracos. Conheça suas capacidades e limitações.

2) Tenha em mente os objetivos estratégicos da sua TV Corporativa. Independente de qual for, é fundamental tê-lo bem definido e alinhado com a diretoria logo no início do planejamento do projeto.

3) Responda algumas questões básicas e iniciais: Qual é o público-alvo do canal, todos os colaboradores ou um grupo específico? Onde serão instaladas as telas? Quantas telas? Qual é o orçamento disponível?

4) Defina as responsabilidades do projeto: Quem cuidará da instalação e manutenção dos equipamentos? Quem será o responsável pelo gerenciamento? Quem irá produzir os conteúdos? É possível fazer tudo internamente?

5) Faça um projeto editorial inicial da programação.

Agora você já tem uma ideia de como montar uma TV Corporativa. Seguindo estes passos a implementação dessa nova ferramenta de comunicação interna se tornará muito mais fácil e o sucesso será garantido.

O Projeto Piloto

Uma característica muito interessante de um projeto de TV Corporativa e um passo recomendado na implantação desta ferramenta, é a possibilidade de fazer um projeto piloto.

“…sempre que você está vendendo algo novo uma boa estratégia é fazer um projeto piloto. Tente implementar em seu time, em um departamento ou em algum outro lugar específico. Mostre os resultados do antes e depois e veja se há relação entre os ganhos de performance.” – Kevin Kruse em seu livro “Employee Engagement 2.0

Nesta etapa, são instaladas poucas telas, talvez apenas dentro do departamento responsável pelo gerenciamento do canal. O objetivo é que a equipe de comunicação se habitue com a ferramenta e já tenha ideias sobre o que colocar na programação.

Realizando esta estratégia, a introdução do canal aos colaboradores será feita de forma mais profissional, além da etapa auxiliar no planejamento editorial da TV Corporativa.

Com o projeto piloto validado é hora de instalar as telas nos demais pontos definidos e apresentar o novo canal aos colaboradores. Neste momento é importante esclarecer o que é a TV Corporativa, como ela funcionará e o que será transmitido, já deixando aberto o espaço para sugestões e feedback.

E para auxiliar no lançamento do canal, disponibilizamos 4 templates gratuitos de banners para enviar aos colaboradores: Templates de Divulgação para a TV Corporativa

bem estar no trabalho

Sabemos também que nem sempre a equipe de comunicação tem o orçamento para realizar o projeto desejado. Uma boa estratégia é começar com poucos pontos, talvez apenas no hall de entrada, ou no refeitório, para aos poucos ir mostrando o valor da ferramenta.

TV Corporativa no Dia-a-Dia – Dicas para Garantir o Sucesso do Canal

Você ainda tem dúvidas se a TV Corporativa é uma boa solução para a comunicação da sua empresa? Está com o pé atrás sobre a efetividade desse canal? Tem medo que você não terá os resultados esperados?

Já conversamos com alguns comunicadores com opiniões semelhantes. Mas também, conhecemos e acompanhamos diversas outras empresas que utilizam a TV Corporativa com resultados fantásticos.

A TV Corporativa pode ser um instrumento poderoso de distribuição de informação da corporação, mas não adianta achar que basta instalar as TVs e esquecê-las.

 

Assim como qualquer outro canal de comunicação interna, é necessário que haja um gerenciamento constante e eficiente para garantir o sucesso desta ferramenta.

Abaixo listamos algumas dicas de gestão da TV Corporativa para assegurar que você não cometa erros e tenha o retorno esperado com este projeto.

Essas dicas abordam diferentes aspectos interligados ao gerenciamento da TV Corporativa e podem ser os diferenciais para que seu canal esteja alcançando os resultados esperados e, de fato, solucionando os problemas relacionados a Comunicação Interna.

Dica #1 – Adeque a Linguagem e o Formato da Mensagem

As mensagens precisam ser adaptadas para a TV Corporativa. É necessário considerar o tempo de permanência dos colaboradores em frente às telas. Evite colocar vídeos muito longos em corredores, por exemplo.

Geralmente, os comunicados precisam ser rápidos e diretos, apenas contendo as informações-chave da mensagem.

Produza vídeos com frases curtas e assertivas, preste atenção no tamanho das fontes, abuse das imagens e tome cuidado com os contrastes.

Dica #2 – Sempre Use Conteúdos de Qualidade

Assim como você se preocupa com a qualidade de suas outras peças para o público interno, como uma newsletter ou um banner para o jornal mural, você também deve cuidar da qualidade dos vídeos e imagens exibidos na TV Corporativa.

Escolha uma solução de TV Corporativa que forneça um pacote de conteúdos prontos e de qualidade para auxiliar você na construção de sua programação. Assim você não terá que produzir todos os vídeos do zero.

Dica #3 – Construa uma Programação Atrativa

Agora que sabemos que os vídeos e imagens estão adequados e com boa qualidade, precisamos pensar na programação da TV Corporativa, ou seja, a sequência de exibição dos conteúdos.

É claro que este ponto depende do seu objetivo com este canal.

Conhecemos empresas que utilizam 100% da programação exibindo dashboards com os KPIs do negócio. Conhecemos empresas que veiculam apenas conteúdos que envolvam os colaboradores.

Porém, uma regra geral para construir uma programação atrativa é intercalar informações importantes, interessantes e com entretenimento.

E uma fórmula fácil de lembrar para balancear estas mensagens é a 4-1-1:

  • 4 – preciso saber
  • 1 – bom saber
  • 1 – divertido saber

Para cada 6 conteúdos exibidos na TV Corporativa:

  • 4 contém informações importantes para o colaborador. Avisos, regras ou mensagens específicas para ajudar o colaborador a melhorar seu trabalho. Se a tela estiver localizada em um ambiente de manufatura, por exemplo, podem ser exibidas mensagens de segurança do trabalho, índices de produção, taxa de perdas, entre outros. Se forem mensagens para o setor comercial, podem conter informações de novos contratos fechados, melhores vendedores e acompanhamento de metas, por exemplo.
  • 1 contém alguma informação interessante para o colaborador. Aqui deve entrar mensagens de reconhecimento dos colaboradores, alguma ação de endomarketing, informações gerais sobre a empresa, entre outros.
  • 1 mensagem pode ser para descontrair o ambiente e aumentar a atratividade da TV Corporativa. Fotos dos eventos da empresa, notícias externas, imagens motivacionais, mídia de piadas, twitter da empresa entre outras.

Dica #4 – Segmente a Mensagem

Quanto maior for o público que você quer atingir com a mesma mensagem, menos eficaz esta mensagem será.

O ideal é, após conhecer as características dos colaboradores, personalizar a comunicação e utilizar a TV Corporativa com conteúdos segmentados para aumentar o entendimento das mensagens.

Esta segmentação da programação pode ser feita em diferentes níveis. Pode ser de um departamento inteiro ou até de uma única tela, como por exemplo a tela da recepção.

Veja a imagem abaixo de um trecho de uma programação de exemplo:

segmetação da tv corporativa

Leia mais: “Lições da TV aberta parte 2 – Segmentação da Programação

Dica #5 – Mantenha a Programação Atualizada

Inicialmente as telas estarão recebendo toda a atenção dos colaboradores, pois será uma novidade dentro da empresa. Entretanto, se o conteúdo que passar não for atualizado constantemente, aos poucos o colaborador não prestará mais atenção nas telas, pois ninguém procura por informações que já conhece.

Dessa forma, atualizar a programação é uma das principais estratégias para alcançar o sucesso da TV Corporativa.

Com comunicados e vídeos atualizados, aos poucos, procurar informações novas nas telas se tornará hábito dos colaboradores.

 

Dica #6 – Automatize a TV Corporativa

E para auxiliar você com a dica anterior, o segredo é automatizar o máximo possível a atualização de sua programação. Para isso, é importante que sua TV Corporativa possua recursos de integrações.

Abuse das fontes de dados (feeds RSS), tanto externas, como notícias de grandes portais ou previsão do tempo, quanto internas, como os posts das redes sociais da empresa, por exemplo.

Além disso, há a possibilidade de integrar o software de gerenciamento da TV Corporativa com outros programas web para capturar dashboards específicos e inserir na programação das suas telas automaticamente.

Dessa forma, boa parte das informações exibidas na TV Corporativa estarão sempre atualizadas e sem nenhum esforço, aumentando a produtividade da equipe de comunicação.

Dica #7 – Envolva outras Equipes para Contribuir com o Canal

É importante para empresas que os líderes sejam os mais ativos nas dinâmicas de comunicação. Eles são o espelho para seus colaboradores e suas atitudes são influenciadoras dentro e fora do ambiente empresarial.

Use a TV Corporativa para quebrar a barreira hierárquica da empresa.

Desenvolva conteúdos como mural de recados dos colaboradores, eventos internos, jogos entre departamentos, reconhecimento, entre outros. Tudo com o intuito de reforçar a cultura da comunicação e ainda diminuir a distância entre os setores.

falta de integração nas empresas

Envolva os líderes de outros departamentos para contribuir com a construção da programação das telas.

É possível dar parte da responsabilidade de atualizar os conteúdos para outras pessoas, através de usuários com permissões restritas no sistema de gerenciamento da TV Corporativa.

Se você preferir uma gestão centralizada pelo departamento de Comunicação Interna, crie um calendário para solicitar informações atualizadas de cada setor.

Dica #8 – Envolva os Colaboradores

Outra dica muito importante para ser bem sucedido com a implementação da TV Corporativa é lembrar que a comunicação é uma via de mão dupla, ou seja, é necessário que todos contribuam com o novo canal.

  • Inclua os colaboradores na programação – Divulgue fotos dos eventos da empresa, mídia de aniversariantes, destaque do mês, dados sobre o colaborador, entre outros.
  • Inclua os colaboradores na construção do canal – Faça pesquisas de satisfação para levantar feedbacks e sempre melhorar a TV Corporativa.

Dica #9 – Gamifique a TV Corporativa

Uma estratégia muito interessante para estimular a interação com a TV Corporativa, é a gamificação. Geralmente esses conteúdos que incentivam uma competição sadia entre os colaboradores geram muito engajamento.

Quiz sobre a história da empresa ou sobre a missão, visão e valores, descubra quem é o colaborador na infância, tabelas de performance dos vendedores, são alguns exemplos de conteúdos gamificados.

Envolva prêmios ou outras formas de reconhecimento entre os acertadores para estimular a participação.

Mensuração da TV Corporativa

Com uma programação atualizada e atrativa, você terá a atenção dos colaboradores e aos poucos também a participação deles nas estratégias e auxílio na escolha das mídias.

Entretanto, algumas empresas que não possuem essa cultura de participação podem sentir alguma dificuldade em saber se o canal está mesmo alcançando os resultados esperados.

comunicação interna eficaz

Na TV Corporativa, não é tão fácil adquirir essas métricas como em outros canais de comunicação interna, como o e-mail por exemplo, em que é possível saber a taxa de abertura e de cliques.

Ainda assim, existem várias maneiras de entender o que o colaborador está achando do novo canal e também de mensurar se os avisos e campanhas divulgadas estão causando o impacto esperado.

Pesquisa de Satisfação

Uma forma simples de conseguir avaliar o que já foi feito é realizando uma pesquisa de satisfação.

Uma pesquisa de satisfação interna pode obter informações cruciais sobre o nível de satisfação dos colaboradores com o novo canal que está sendo utilizado, além de mensurar a assimilação das mensagens transmitidas.

Através dos resultados obtidos com a pesquisa de satisfação será possível identificar qual o tipo de mensagem que mais chama a atenção dos colaboradores, por exemplo, se a quantidade de texto utilizada é adequada, como está a qualidade das imagens, vídeos e animações, bem como se o uso da moldura está sendo aceito pela maioria.

Com as métricas levantadas também é possível entender o que os colaboradores querem ver nas telas, qual tipo de conteúdo chama mais atenção e de que forma os avisos mais importantes podem ser alocados na programação para que sejam vistos.

Desenvolvemos um modelo de pesquisa de satisfação específica para este canal que você pode utilizar em sua empresa: “Pesquisa de Satisfação da TV Corporativa

Apenas lembramos que o ideal é deixar o novo canal funcionar por algum tempo e então aplicar a pesquisa, pois os colaboradores precisam conhecer as funcionalidades e o objetivo da TV, para então estar apto para avaliar e sugerir melhorias.

Campanhas de Conscientização

Uma campanha de conscientização é uma das formas de identificar se a TV Corporativa está obtendo sucesso com a programação definida.

Ao aplicar uma campanha que incentive o cuidado com o gasto de energia, por exemplo, será possível medir a performance da TV Corporativa e se os colaboradores estão de fato prestando atenção nas telas.

Inclusive, essa é uma ótima forma de demonstrar a ligação direta entre comunicação e ganhos financeiros para a empresa, o que muitas vezes não é um trabalho tão simples.

Também é possível realizar campanhas de economia de água, contra o desperdício de comida e várias outras que impactam diretamente nos gastos da empresa.

Relatórios

Outra maneira de medir os resultados obtidos com a TV Corporativa é através de relatórios extraídos do software de gestão.

Neste relatório é possível identificar quantas vezes determinada mídia foi exibida, em quais telas e quais horários e ao unir esses dados com informações externas, se torna viável gerar diversos insights para melhorar a qualidade das mídias, como por exemplo, qual o melhor horário e dia para cada informação.

No exemplo citado como campanha de conscientização, através dos relatórios, podem ser analisados os horários que a mídia foi transmitida. Se o impacto causado não for o esperado, é possível fazer testes em outros horários para então identificar aquele que os colaboradores estão mais atentos às telas e dessa forma, transmitir a campanha neste período.

Testes de Conhecimento

Além da pesquisa de satisfação, também é possível realizar testes de conhecimento com os colaboradores sobre assuntos relevantes para a empresa que foram divulgados na TV Corporativa e acompanhar a evolução dos funcionários nos testes durante o tempo.

Um exemplo simples: mensurar quantos colaboradores sabem a missão, a visão e os valores da empresa, antes e depois de uma campanha exibida nas telas.

Isso vale para qualquer outra informação que seja estratégica para a empresa e que todos os colaboradores devem saber.

Concluindo

Em tempos em que os funcionários já chegam na empresa bem informados e tendo sua atenção disputada com conteúdos vindos de diversas fontes, fazer uma comunicação que cative, engaje e desperte o desejo de participação nos projetos institucionais é um grande desafio.

Criar novos formatos de comunicação com o público interno facilita o fluxo da informação e estimula o envolvimento das pessoas com as causas divulgadas.

Quando há uma identificação do colaborador com a empresa, ele cria uma ligação afetiva com o seu próprio trabalho, elevando a dedicação na realização de suas tarefas.

Com este post, esperamos mostrar que a TV Corporativa é um canal de comunicação com inúmeras possibilidades e que empresas de todos os tamanhos podem utilizá-la para potencializar a comunicação interna, reforçar a cultura organizacional, fortalecer o relacionamento interpessoal e melhorar vários outros fatores importantes no ambiente de trabalho.

Uma TV Corporativa bem utilizada, é sinônimo de comunicação empresarial eficiente, com mensagens claras e assertivas, transmitidas de forma atrativa e com garantia de que a informação será lembrada.

Esperamos que tenha gostado.

Para acompanhar as novas publicações, cadastre-se na nossa Newsletter:


Solução de TV Corporativa da Progic

E aí, se interessou em desenvolver um projeto de TV Corporativa? Quer conhecer o melhor software de TV Corporativa que centenas de empresas estão utilizando para revolucionar a comunicação com seus colaboradores?

solução de tv corporativa

 

Sobre o autor

Eric Vazzoler

Engenheiro eletricista deslumbrado pela Comunicação com os Colaboradores e pelo Marketing Digital. Líder da equipe de Marketing de Conteúdo da Progic. Apaixonado por livros, filmes, músicas, games e pedalar no meio da natureza.