Conteúdos

O preço do engajamento da equipeTempo de Leitura: 3 minutos

o preco do engajamento da equipe

O engajamento de uma equipe é questão fundamental para um ambiente de trabalho eficiente e com alta produtividade. Realizar suas funções com empenho garante que o trabalho seja bem feito. Mas qual é o impacto da falta de motivação de uma equipe? Como recuperar a autoestima dos colaboradores?

As causas e efeitos da falta de engajamento

Segundo uma pesquisa do instituto norte-americano National Business Research Institute (NBRI), apenas 1 em cada 3 funcionários nos Estados Unidos é engajado no seu trabalho. Boa parte da falta de engajamento de uma equipe está relacionada com a falta de confiança nos superiores. Sem confiar nas chefias e, consequentemente, na própria empresa, os colaboradores não se empenham em suas atividades. Os dados são impressionantes:

Cerca de 30% dos funcionários se sentem extremamente fatigados ou até dormem durante o trabalho. Outros gastam seu tempo jogando online ou em mídias sociais. Em média, os trabalhadores americanos gastam 4,5 horas em conversas de bebedouro por semana, o que equivale a férias remuneradas de seis semanas ao fim de um ano.

O preço da falta de engajamento

O impacto financeiro da falta de engajamento é significativo. Estima-se que o preço de substituir um funcionário desengajado custe até 30% dos salários pagos para ele. Para substituir um colaborador pouco comprometido que recebe R$ 50 mil anuais, por exemplo, a empresa gastará entre R$ 5 mil e R$ 15 mil para demiti-lo, encontrar um substituto e treiná-lo, entre outros custos.

O que motiva o engajamento e como alcançá-lo

Existem muitos fatores que podem aumentar o engajamento de uma equipe. Segundo a pesquisa do NBRI, aumento de salário pode melhorar em até 30% a eficiência do colaborador. Reestruturações do ambiente de trabalho podem impactar positivamente em até 17%. Definição de metas pode aumentar até 16% a produtividade. Outras formas de motivar a equipe têm a ver com algumas mudanças de atitude de diretores e gestores, além dos próprios colaboradores.

Os altos executivos são peça fundamental no engajamento de uma equipe. É importante que eles passem confiança ao falar com paixão sobre engajamento e resultados dos negócios. Os canais de diálogo precisam estar abertos com todos os colaboradores e a comunicação precisa ser transparente e direta.

Gestores também são importantes neste processo, ajudando colaboradores a se alinharem à cultura da empresa e se comprometerem com os objetivos da empresa. O sucesso dos gestores não é medido apenas pelo que eles fazem, mas também pelo que eles ensinam aos seus subordinados. Eles precisam construir relações para gerar confiança e dialogar abertamente.

No nível individual, os colaboradores devem dominar suas atividades e buscar clareza no que é passado pelos superiores para aplicar no seu trabalho. Cada membro da equipe precisa buscar seus próprios valores, talentos e interesses e aplicá-los de forma construtiva e eficiente no trabalho. De nada adiantam os esforços de executivos e gestores se o próprio colaborador não tiver iniciativa.

Sobre o autor

Igor Gavazzi Vazzoler

Fundador e Diretor de Inovação da Progic Tecnologia. Engenheiro eletricista pela UFSC com MBA em Gestão de Projetos pela FGV.