Comunicação Interna Conteúdos

Gamificação – Saiba o que é e Como Aplicar na Comunicação Interna de sua EmpresaTempo de Leitura: 12 minutos

gamificação
Escrito por Daniéli Closs

Você sabe o que é Gamificação? Conhece as vantagens que essa prática pode fornecer para a comunicação interna? Já se imaginou jogando games no trabalho?

Neste post vamos explicar o que é gamificação e como essa técnica pode ser utilizada como estratégia de comunicação interna.

Vamos mostrar também como essa prática funciona e como ela se tornou tendência.

E ainda, como começar uma aplicação de gamificação e dar exemplos que podem ser usados na sua empresa.

O que é Gamificação?

De acordo com a Aberje, a gamificação, ou gamification como também é conhecida, é uma das tendências para a área de comunicação interna em 2017.

Como as facilidades tecnológicas continuam surgindo e influenciando nas ações comunicacionais, o uso da gamificação nas empresas como estratégia de engajamento, tem tudo para aumentar cada vez mais.

Mas de fato, o que é gamificação?

De forma resumida, gamificação é o uso de técnicas utilizadas em games aplicadas a outros processos, não relacionados ao contexto convencional dos jogos.

O principal objetivo dessa estratégia é estimular a participação de quem está envolvido, pois ela instiga algumas características inerentes do ser humano, como a competitividade e a cooperação, além de envolver a ideia de status e senso de realização.

Uma aplicação bem comum é a gamificação na educação. A prática estimula o aprendizado e aumenta o envolvimento dos estudantes.

Essa estratégia também é muito utilizada na saúde, na política, no marketing e dentro das empresas. Neste artigo, trazemos elementos como metas, estratégias e premiações aplicados à rotina de trabalho, que se bem utilizados, podem ser a solução para diversos problemas dentro de uma organização.

Um exemplo bem simplificado para ilustrar o conceito de gamificação dentro das empresas seria um jogo de corrida para o time de vendas que está tendo dificuldades ao atingir as metas do mês.

o que é gamificação

Através de telas ou murais, exibir uma pista de corrida, onde cada vendedor será um participante e terá seu carro para competir. A cada venda realizada ele avançará um trecho da pista em direção à meta do mês. Dessa forma os vendedores se sentirão motivados para vencer a corrida e ao mesmo tempo aumentar as vendas.

Além desse exemplo, várias outras formas de jogos também podem ser adaptadas para melhorar aspectos no ambiente de trabalho, como a motivação, a produtividade e o engajamento dos colaboradores.

Os Benefícios da Gamificação

Agora vamos entender porquê essa prática está sendo utilizada.

Os games não são novidade, existem em diversos formatos e com diversos objetivos. Mas o que eles têm em comum é que conquistam diferentes gêneros e idades em vários setores.

Para Jane McGonigal, uma das principais referências no assunto, os games são uma ferramenta para mudar o mundo e proporcionam sentimentos de otimismo e esperança nas pessoas.

Segundo uma pesquisa realizada pela NPD Group, 82% dos brasileiros com idades entre 13 e 59 anos joga algum tipo de game nas mais diversas plataformas.

os benefícios da gamificação

Não é difícil compreender porque os jogos vêm sendo introduzidos nas empresas.

Quando analisamos o comportamento de jogadores, podemos compreender os motivos que transformaram as técnicas de games em uma ótima estratégia de gestão de pessoas.  

Algumas das principais habilidades comportamentais desenvolvidas são:

Persistência

Quando um jogador inicia a partida e começa sua busca por pontos, prêmios ou moedas para atingir um próximo nível, a persistência é uma das principais características associadas.

Mesmo perdendo pontos, errando caminhos ou perdendo vidas durante o processo, o jogador não desiste, reinicia a partida e estuda novas alternativas para conquistar os níveis e bater recordes.

Otimismo

Além da persistência para alcançar os objetivos, o participante se mantém otimista no resultado, ele acredita realmente que pode alcançar o último nível e vencer a batalha.

Com essa característica, ele está sempre estudando novas estratégias e trabalhando para conquistar mais medalhas, habilidades, vidas ou quais forem as recompensas no meio do caminho. Tudo para alcançar o objetivo final com a maior quantidade de pontos possíveis.

Cooperação

Muitos jogos acontecem online e dependem de equipes para que as atividades sejam realizadas, assim, várias pessoas se envolvem na mesma missão.

Com isso, o sentimento de cooperação é fortalecido, pois todos os membros da equipe precisam confiar uns nos outros e trabalhar focados pelo objetivo final.

E Por que utilizar a Gamificação em Empresas?

Além dessas características, existem outros fatores que explicam porque práticas de games estão sendo utilizadas pelas pessoas.

De acordo com Jane esses fatores são: metas, regras, feedback e participação voluntária.

Nós acrescentamos mais dois aspectos nessa lista: o aprendizado e a premiação e relacionamos esses fatores com a realidade das empresas.

por que utilizar a gamificação nas empresas

Vamos analisar cada um separadamente:

Metas

Todo jogo possui uma ou várias metas, que precisam ser atingidas para concluir as fases e também o jogo.

Nas empresas, o sistema de metas já é muito utilizado e serve como motivador para a maioria dos colaboradores. Possuir metas de vendas ou de produção, por exemplo, instigam a equipe a trabalhar pelo objetivo, que ao final terá as recompensas merecidas.

Regras

Os jogos possuem regras. Muitas vezes, algumas funcionalidades e atalhos só poderão ser acessados após uma conquista ou então missão finalizada.

Em uma organização não é diferente, pois as regras precisam existir para manter o trabalho alinhado aos objetivos e para que, cada colaborador consiga contribuir da melhor maneira possível, com as funções que seu cargo demanda.

Feedback

Toda vez que o jogador ganha uma vida, coleta uma maçã ou uma moeda, a barra de saúde, dinheiro ou vida aumenta. Portanto, o jogo está sempre fornecendo feedback relacionado ao desempenho do participante.

Dessa forma, a prática gamification traz para dentro das empresas a cultura do feedback e justifica sua importância. Sabendo como está seu desempenho nas funções, o colaborador consegue perceber quais ações precisam ser otimizadas ou repensadas.

Participação Voluntária

Com todos esses aspectos (metas, regras e feedback), o jogador escolhe participar do desafio, pois ele possui os aspectos de incentivo e motivação necessários para despertar esse interesse.

Aplicar a gamificação empresarial, além de deixar a busca pelos objetivos da empresa mais divertidos, faz com que os colaboradores também tenham ações voluntárias e sejam proativos no trabalho.

Aprendizado

Os jogos são intuitivos, disponibilizam instruções e ensinam a jogar na prática.

E essa é outra característica importante para as empresas. Quando um novo colaborador chega, é importante ensinar as funções, repassar conhecimento e dar autonomia para que ele aprenda como o trabalho deve ser feito.

Premiação

A premiação é outra constante nas técnicas dos games. Toda conquista é valorizada, cada nível alcançado dá direito à novas moedas, vidas ou habilidades.

No contexto das organizações, reconhecer o trabalho do colaborador, valorizar seus esforços e premiá-lo por metas alcançadas, faz com que ele se sinta importante para a empresa, o que o transforma em peça-chave na conquista dos objetivos.

Dessa forma conseguimos compreender porque a gamificação está se tornando uma tendência dentro das empresas e que pode ser uma ótima estratégia para aprimorar o relacionamento entre colaboradores.

Como Aplicar na sua Empresa

Já vimos o que é gamification e também entendemos porque ela funciona. Mas como aplicar gamificação nas empresas? Qual a melhor maneira de conseguir resultados com essa prática?

Como qualquer estratégia, é necessário realizar um planejamento e identificar os objetivos que se quer alcançar, bem como formas de monitorar e avaliar os resultados.

como aplicar a gamificação na empresa

1. Identificando o Problema

Para iniciar o planejamento e definir a forma que a gamificação será aplicada, é importante compreender porquê ela será utilizada.

É possível identificar o problema de diversas maneiras, uma delas é através de entrevistas com os colaboradores questionando-os sobre o relacionamento entre colegas, produtividade ou cultura da empresa.

A melhor forma de compreender o que precisa ser melhorado no trabalho, é questionando os envolvidos no processo.

2. Definindo o Objetivo

Uma vez identificado o principal problema, é hora de definir onde se quer chegar.

Os objetivos podem ser diversos, desde motivar os colaboradores, aumentar as vendas até promover o engajamento entre os colegas.

Entender o que se espera da ação é importante para avaliar o que será aplicado e perceber se é esse o caminho a ser seguido.

3. Entendendo a Persona

Antes mesmo de pensar nas maneiras que a gamificação pode ser executada, é importante entender o seu público. Identificar as peculiaridades de cada participante e as características que eles possuem em comum.

Para isso, a MJV divulga em seu livro sobre esse assunto, uma tabela que demonstra o que atrai cada gênero e idade. Você pode acessar este livro aqui.

4. Definindo as Estratégias

Após entender o problema, identificar os objetivos e entender a persona é hora de decidir qual ação será utilizada.

Realize um brainstorming ou faça pesquisas para gerar diversas ideias e maneiras de aplicar a gamification e então decidir qual se alinha com a persona e objetivos elencados no início do planejamento.

Ao realizar o brainstorming, você e sua equipe também poderão analisar quais ideias se encaixam com o orçamento e recursos disponíveis.

Assim, será possível estruturar as ações, alinhar as metas que serão alcançadas no decorrer dela e as premiações que podem ser fornecidas aos vencedores.

5. Mensuração

Tão importante quanto planejar é mensurar.

Realize testes, pesquisas, acompanhe e observe os aspectos após aplicar a gamificação. Dessa forma será possível avaliar se a estratégia está sendo aceita pelos participantes e alcançando os primeiros resultados.

Gamification para a Comunicação Interna

Como vimos, a gamificação pode proporcionar muitos benefícios para diversos setores. E com um bom planejamento e alinhamento dos objetivos, a aplicação dessa técnica se torna uma estratégia eficaz também para a comunicação interna.

Um dos principais desafios que os responsáveis por essa área encontram é manter as informações alinhadas e promover o engajamento entre os colegas, principalmente quando se trata de grandes empresas que possuem filiais em diferentes cidades.

gamificação para a comunicação interna

Outro fator importante é transmitir aos colaboradores a missão, os valores e os principais objetivos da organização. Da mesma forma, muitas vezes os funcionários encontram dificuldades de repassar seus anseios aos gestores.

Uma comunicação assertiva e que funcione sem ruídos está sendo cada vez mais necessária. O que antes funcionava, hoje já não se aplica às gerações Y e Z que estão dominando o mercado de trabalho.

E a gamificação empresarial vem como solução para esses desafios. A técnica de jogos tem tudo a ver com esses novos trabalhadores e pode ser utilizada de diversas maneiras, tudo vai depender do problema que precisa ser resolvido.

Exemplos de Gamificação na Comunicação Interna

Agora que você já sabe o que é gamificação e de que forma pode aplicá-la para melhorar os resultados da sua empresa, vamos apresentar alguns exemplos simples que podem ser utilizados para minimizar alguns problemas da Comunicação Interna.

Quiz

Objetivo: Alinhar o conhecimento dos colaboradores com a cultura e valores da empresa.

O jogo: É possível utilizar do formato quiz para que os colaboradores conheçam os principais objetivos da empresa, missão, valores, história e produtos. E divulgando os resultados entre a equipe irá incentivar a busca por informações.

gamificação na progic

Jogo da Forca

Objetivo: Promover a troca de informações e o engajamento entre colaboradores.

O jogo: O jogo pode ser desenvolvido em uma plataforma online e as perguntas podem ser diversas, como questões sobre cargos, funções e características dos colegas. A prática proporcionará a integração e a troca de informações, criando vínculos entre as pessoas.

Quem é o Colaborador

Objetivo: Promover a interação entre os colaboradores.

O jogo: A equipe responsável pela comunicação interna, desenvolve um perfil para cada colaborador, com características, hobbies e gostos. Cada semana um perfil é apresentado na TV corporativa sem ser identificado, instigando os colaboradores a adivinharem de quem são as características apresentadas na tela.

Através de um formulário ou email, os palpites devem ser enviados ao time de comunicação. Ao final da semana a resposta é revelada e os vencedores podem receber prêmios ou acumular pontos.

Detetive

Objetivo: Estimular a colaboratividade e o espírito de equipe.

O jogo: A equipe de comunicação da empresa disponibilizará um canal para publicar problemas que as equipes estão enfrentando. Esses problemas serão divulgados em outros setores da empresa. As melhores sugestões para resolver os problemas recebem prêmios.

Telefone sem fio

Objetivo: Diminuir a barreira da liderança na comunicação (Efeito Irrigação).

O jogo: O time de comunicação interna passa uma história aos líderes de cada setor. Os líderes têm a função de repassar uma parte dessa história para os demais. Por fim, os liderados terão que encaminhar a sua parte da história novamente ao time de comunicação. Vencerá o setor que repassar a história mais parecida com a original e com a maior quantidade de detalhes.

Aplicativos

Os jogos citados como exemplos são mais simples e fáceis de serem aplicados. Entretanto, se houver orçamento disponível, é possível contratar empresas especializadas em desenvolver jogos e utilizar a tecnologia para realizar games mais elaborados.

Conclusão

O mundo dos games vem se desenvolvendo principalmente em função das descobertas da tecnologia. Além disso, o mercado de trabalho está sendo ocupado pela geração Y que cresceu pulando cogumelos e coletando moedas.

gamification

As técnicas de gamificação estão aos poucos sendo conhecidas e aplicadas na comunicação interna, mas já é possível perceber os resultados e as mudanças que elas vêm proporcionando.

Estamos em constante evolução e os games que antes eram relacionados apenas ao lazer e à diversão, hoje podem ser utilizados nas empresas para aumento da produtividade, persistência, otimismo e cooperação entre colegas.

E você, já aplica a gamificação na sua empresa? Já utilizou essas técnicas na comunicação interna? Compartilhe suas experiências nos comentários.

Sobre o autor

Daniéli Closs

Relações Públicas por formação, com experiência em liderança, gestão de pessoas e comunicação interna. Conhecimento avançado em marketing digital, apaixonada pelo que faz e entusiasta da evolução.