Comunicação Interna Conteúdos

Como a Comunicação pode Alcançar o Chão de Fábrica?Tempo de Leitura: 11 minutos

funcionários de chão de fábrica
Escrito por Bárbara Tavares

Está sem tempo para ler ou prefere escutar o artigo? Experimente o player abaixo:


Existem diversos desafios para construirmos uma Comunicação eficaz com os colaboradores. A barreira hierárquica, o rádio peão e os ruídos da comunicação são só alguns deles.

E a situação fica ainda mais complicada quando o objetivo da equipe de Comunicação Interna é alcançar os funcionários de chão de fábrica. Todos esses desafios já conhecidos são amplificados e, além disso, surgem algumas outras dificuldades específicas neste cenário.

“Funcionários de chão de fábrica” é uma expressão frequentemente usada para denominar os colaboradores que trabalham em indústrias, no nível operacional da organização, geralmente em tarefas de produção.

Como não trabalham na frente do computador eles não têm acesso direto à internet e se tornam mais difíceis de serem alcançados.

Os funcionários de chão de fábrica não têm contato com importantes canais de comunicação interna, como o e-mail, a intranet e a rede social corporativa, sendo necessárias estratégias e canais diferentes para conectá-los.

Por isso, neste post, vamos falar um pouco sobre as dificuldades de comunicar com os colaboradores “desconectados”, argumentar sobre a importância de mantê-los informados e mostrar alguns dos principais canais para alcançá-los.

O Fluxo da Informação nas Indústrias

Assim como a água em uma tubulação de um sistema de irrigação, a distribuição de informações importantes dentro de uma empresa tende a perder força conforme se distancia de sua origem.

Você pode ler mais sobre esta analogia no nosso post Sistema de Irrigação e a Comunicação das Empresas, mas estes dados explicam bem essa ideia:

efeito irrigação

Quanto mais distante da fonte da informação, menos satisfeitos os colaboradores estarão com a quantidade de informação que recebem.

No chão de fábrica, onde grande parte dos colaboradores são “desconectados”, este efeito tende a ser mais acentuado.

Além disso, praticamente toda a comunicação estratégica recebida por esses colaboradores são recebidas pelo seu líder imediato. Este é outro efeito bem conhecido pela equipe de comunicação interna e que também é mais acentuado nas indústrias.

Assim, para reverter essa situação e “irrigar todo o plantio”, são necessárias ações focadas na distribuição e na acessibilidade da informação.

E Porque é Importante Conectar Todos?

Promover os valores, as estratégias e a visão da empresa, assim como divulgar os benefícios e fazer ações de endomarketing, aumenta o sentimento de pertencimento e a integração dos colaboradores.

Isso pode ser óbvio para os profissionais de comunicação, mas muitas vezes não é tão óbvio para muitas indústrias grandes por aí. Não é difícil encontrar empresas com mais de 1000 funcionários com apenas um profissional responsável pela comunicação com os colaboradores.

operários de chão de fábrica

E apesar de em uma empresa existirem colaboradores diversos e com naturezas de trabalho diferentes, em locais e espaços com necessidades específicas, não podemos esquecer de promover a integração e a conexão de todos.

Se falhamos no compartilhamento de informações relevantes corremos o risco de despertar o sentimento contrário ao de pertencimento.

Imagine a seguinte situação: uma empresa lança um produto novo no mercado que muda a estratégia do negócio e as dinâmicas de todos os setores. O público externo e o público interno administrativo ficam sabendo da novidade e aqueles que estão no chão de fábrica, por exemplo, ficam sabendo apenas pela “rádio peão”. Chato, né?! E pior, depreciativo.

Um outro exemplo desse tipo de situação em contexto diferente é quando assistimos àquele jogo de futebol tão esperado da final do campeonato pela TV à cabo, enquanto o vizinho está assistindo ao mesmo jogo em uma TV Aberta, cujo sinal chega primeiro.

Aposto que já até sabem o restante da história. Saber quem fez o gol da final pela reação dos vizinhos faz com que se perca toda a surpresa da decisão final do jogo, não é?

Esse tipo de “delay” no meio corporativo representa uma falha grave na comunicação.

Por isso que os comunicados relevantes aos públicos internos, além de terem que ser claros e atrativos, também têm que estar disponíveis para poder alcançar a todos os colaboradores na hora certa e construir uma percepção positiva sobre a empresa.

Formas de Comunicação para Alcançar os Funcionários de Chão de Fábrica

Existem várias formas para alcançar os colaboradores desconectados e minimizar essas falhas de comunicação. A escolha de qual canal utilizar deve ser baseado, entre outros fatores, no perfil do público interno.

Você também pode analisar os critérios quantitativos e econômicos de cada ferramenta utilizando nosso post: “Critérios para Avaliação de Ferramentas de Comunicação Interna”.

Que tal utilizar algumas destas formas para promover essa conexão e democratizar a comunicação para gerar maior alcance da mensagem junto aos funcionários de chão de fábrica?

Confira no infográfico 6 canais de Comunicação Interna e seus prós e contras.

prós e contras canais para o chão de fábrica

Agora veja como funciona cada canal e para qual público cada um é mais indicado.

House Organs

House organ é uma das mais antigas ferramentas de comunicação com os colaboradores e que ainda pode ser muito eficaz, dependendo do público interno.

São os famosos jornais, revistas ou boletins impressos. Apesar do uso desta ferramenta estar diminuindo constantemente nos últimos anos, ainda são muito utilizados nas indústrias.

house organ

Por ser um recurso impresso, além de não ser uma opção muito sustentável, exige que sejam feitos investimentos constantes para impressão dos comunicados. Além disso, muitas vezes gera pouca atratividade ainda mais se o público em questão não tiver muito interesse por leitura. Por isso, deve ser utilizado uma linguagem clara e abusar de imagens para deixar o conteúdo mais atrativo.

Prós

  • Alcance – Pode atingir os colaboradores sem acesso à internet.
  • Itinerante – Ao contrário da maioria dos outros canais, a informação pode ser transportada para outros ambientes, até externo à empresa.
  • Baixo custo de implantação – Não há grandes investimentos iniciais.
  • Ferramenta de nicho – Pode ser o canal mais adequado para pessoas mais velhas.

Contras

  • Periodicidade longa – Geralmente a frequência de um house organ é de 15 a 30 dias.
  • Atratividade – Pouco chamativo em comparação à outras ferramentas.
  • Pouco sustentável – Por constantemente gastar papel.
  • Trabalhoso – Além de todo o trabalho de criação, diagramação e manufatura, ainda é necessário distribuir os materiais pela empresa.

Jornal Mural

O jornal mural é a ferramenta de comunicação interna impressa mais utilizada atualmente. Neste canal, os comunicados são fixados na parede e expostos em locais estratégicos da empresa.

jornal mural

Este canal, também por ser impresso, compartilha algumas características do House Organs, mas requer uma estratégia de comunicação diferente do seu antecessor.

Prós

  • Alcance – Pode atingir os colaboradores sem acesso à internet.
  • Acessibilidade da informação – Os comunicados estarão disponíveis aos colaboradores sem a necessidade de grandes ações proativas para acessá-los.
  • Baixo custo de implantação – Se comparado com ferramentas digitais, não há grande investimentos iniciais.
  • Ferramenta de nicho – Pode ser o canal mais adequado para pessoas mais velhas.

Contras

  • Atratividade – Pouco chamativo em comparação com outras ferramentas.
  • Pouco sustentável – Por constantemente gastar papel.
  • Trabalhoso – Por incluir todo o trabalho de criação, diagramação, manufatura e distribuição dos materiais pela empresa.

TV Corporativa, Mural Digital ou Mural Eletrônico

A TV Corporativa é vista como uma das principais tendências na Comunicação Interna atualmente, tanto para atingir colaboradores conectados quanto para aqueles sem acesso à internet.

Para conectar o chão de fábrica este é sem dúvida o melhor canal de comunicação.

Por ser familiar à todos e extremamente atrativa, a TV aumenta o alcance da informação com a sensação de entretenimento.

tv corporativa nas indústrias

Essa ferramenta pode ser colocada em locais estratégicos na empresa como refeitórios, corredores, ambientes de descanso ou até espalhados pela fábrica para visualização constante dos funcionários.

Conhecemos até mesmo casos em que as telas foram instaladas dentro dos banheiros da fábrica, com ótima aceitação do público interno.

Prós

  • Alcance – Ótimo para atingir os colaboradores sem acesso à internet.
  • Atratividade – Se produzidos de forma adequada, os comunicados deste canal de comunicação irão chamar muita atenção.
  • Dinamismo – No caso da TV Corporativa ser via internet, os comunicados são inseridos nas telas imediatamente.
  • Acessibilidade da informação – Os comunicados estarão disponíveis aos colaboradores sem a necessidade de grandes ações proativas para acessá-los.
  • Entendimento – A natureza visual desta ferramenta auxilia os operários a compreender os comunicados facilmente.

Contras

  • Custo de implantação – Será necessário investir nas telas, nos players, na instalação e no cabeamento de cada ponto.
  • Atualização – Por estar sempre exposto aos colaboradores, os conteúdos exibidos nas telas devem ser constantemente atualizados para manter o interesse do público interno.

Rádio Corporativa

Outro canal muito interessante para alcançar os funcionários de chão de fábrica, ou os colaboradores que trabalham fora do ambiente corporativo, como motoristas e vendedores externos, é a rádio corporativa.

Também tem os custos de implantação mas é mais sustentável que os impressos e também tem uma pegada de entretenimento. Podem ser utilizados para reforçar treinamentos, medidas de segurança, campanhas de endomarketing ou para tocar músicas mesmo.

Um exemplo de empresa que utiliza essa ferramenta é a Netshoes, que utiliza para divulgar eventos e notícias da empresa. Outro exemplo é a Viapar, Rodovias Integradas do Paraná, que utiliza para se comunicar com os funcionários de todas as suas praças de pedágio.

Prós

  • Alcance – Ótimo para atingir os colaboradores sem acesso à internet.
  • Atratividade – Se produzidos de forma adequada, os comunicados deste canal de comunicação irão chamar muita atenção.
  • Entendimento – Se bem produzidos, os comunicados neste canal serão facilmente compreendidos pelos funcionários.

Contras

  • Custo de implantação – Será necessário investir nos equipamentos e na instalação de cada ponto.
  • Frequência – Os comunicados devem ser dados com moderação, pois pode vir a tirar a atenção dos colaboradores. Por isso, deverá ser ligado em ambientes e horários específicos.

Conteúdo Mobile

Outra tendência para se comunicar com os colaboradores, principalmente os desconectados, são os APPs de celulares.

app corporativo

É claro que este não deve ser o canal oficial de comunicação da empresa, até porque não são todos os funcionários que possuem um smartphone, mas é uma outra forma bem interessante de se conectar com os colaboradores.

Com os aplicativos corporativos é possível enviar comunicados de forma constante e segmentada aos operários.

Prós

  • Alcance – Atinge colaboradores que não trabalham na frente do computador. Porém, nem todo mundo possui smartphones.
  • Diretividade – Se produzidos de forma adequada, os comunicados deste canal serão claros e diretos.
  • Dinamismo – Este canal também apresenta muita agilidade no processo de comunicação, diferentemente dos canais impressos.
  • Itinerante – Neste canal, a informação também pode alcançar os colaboradores fora do ambiente de trabalho.

Contras

  • Adoção – Nem todos possuem smartphones
  • Utilização – Muitos também não instalam ou não visualizam as mensagens recebidas.
  • Efetividade – Por causa da baixa adoção, ele é citado como um canal de comunicação pouco efetivo, segundo o estudo da Gatehouse. É necessário estimular seu uso para driblar este problema.

Um navio não navega sozinho…

É importante alinhar as informações com todos os tripulantes, independente se eles trabalham na frente de um computador ou na linha de montagem de uma indústria.

Se todos estiverem cientes da importância de seu trabalho e de seus propósitos, será muito mais fácil chegar ao seu destino.


Espero que tenha gostado deste artigo e de nossa análise comparativa entre os vários canais possíveis para alcançar os colaboradores no chão de fábrica.

Se você também enfrenta esses desafios, compartilhe conosco nos comentários sobre qual é a estratégia que utiliza para minimizar as falhas da comunicação junto aos colaboradores desconectados.

Até a próxima!



Sobre o autor

Bárbara Tavares

Relações Públicas apaixonada por comunicação, comportamento e tecnologia. Netflix, Deezer e livros são sempre bem-vindos.