Comunicação Interna Conteúdos

Comunicação com Empregados – Qual o Papel do Comunicador nas Empresas?Tempo de Leitura: 6 minutos

comunicacao com empregados
Escrito por Higor Lima

Que a comunicação é peça chave para uma organização todo mundo já sabe, afinal de contas ela não só alinha os objetivos com as atividades à serem executadas, como também é o meio de conexão entre empresa, cliente e empregado.

Só que muito além disso, falar de comunicação no âmbito profissional é voltar o olhar para o engajamento, interação, pertencimento, desenvolvimento e compromisso do colaborador com o local onde ele trabalha. E essa aplicação é o que chamamos de Comunicação Interna.

Mas com tamanha responsabilidade e inúmeras atuações dentro da empresa fica o questionamento: qual o papel do comunicador na hora de executar seu trabalho com os empregados?

Seria ele o padrinho dos colaboradores, que passa a mão na cabeça dos afilhados e os mima? Seria o mestre dos magos da liderança, que está ali para guiar e mostrar o caminho para os líderes conquistarem espaço diante de seus liderados? Ou então seria o porta voz da empresa como um todo, responsável por catequizar todos com a cultura organizacional?

Foi buscando essas respostas que participei do curso livre da Faculdade Cásper Líbero – Comunicação com Empregados Avançado, ministrado pelos profissionais Bruno Carramenha, Thatiana Cappellano e Viviane Mansi.

Muito mais do que respostas, tive vários insights sobre as responsabilidades do comunicador na hora de se comunicar. E sim, somos padrinhos dos colaboradores, mestre dos magos da liderança e também porta-vozes da empresa. Tudo junto e misturado, mas com objetivos muito bem traçados e planejamento para dar conta de tudo.

Nesse artigo vou dar um review sobre o curso e compartilhar algumas reflexões sobre o desenvolvimento da comunicação com os empregados.

Boa leitura!

Entendendo com quem nos comunicamos

Antes de começar a falar sobre Comunicação Interna, precisamos quebrar as paredes que cercam a empresa (pelo menos na figura da linguagem) e entender que os assuntos relacionados a ela não se limitam ao âmbito de trabalho.

O que quero dizer é que precisamos entender que a comunicação da empresa não está separada do contexto social.

Analise: com a ajuda da tecnologia, o empregado está conectado 24h com assuntos de interesse pessoal e profissional. Precisamos ter em mente que, assim como ele leva suas influências para dentro da empresa, o colaborador também leva assuntos do trabalho para fora dela.

Portanto, podemos dizer que o empregado passa a ser um elemento da organização e não apenas um prestador de serviço. Junto a isso, precisamos considerá-lo como o principal cliente (mesmo que não use os produtos/ serviços produzidos) porque é ele quem vai fazer o marketing involuntário (para o bem ou mal) da empresa na comunidade.

Durante as aulas sobre os principais elementos da comunicação com o empregado, ficou claro que é fundamental fazer com que o colaborador encontre sentido no trabalho que realiza.

Inclusive, já falamos da importância deste aspecto no nosso artigo “Os 5 Fatores Chaves para Alcançar o Engajamento do Colaborador”.

Ou seja, promover um bom ambiente de trabalho não é apenas oferecer um bom salário. É necessário  fazer com que o empregado encontre um propósito naquilo que ele está fazendo e se sinta uma peça importante da organização.

Com isso, ele se sentirá incentivado a realizar não só aquilo que lhe é destinado, mas a entregar  o seu melhor e querer crescer junto com a empresa.

comunicacao com empregados

Entendendo o caminho a ser seguido

Uma das práticas mais comuns dos comunicadores é ter como fio condutor da estratégia de CI os canais que serão utilizados para atingir os colaboradores, mas é aí que mora o erro. Saber como alcançar as pessoas é o último passo de um planejamento muito maior.

O começo do nosso trabalho deve surgir do questionamento: o que e por que comunicar?

Uma das premissas como comunicadores é sustentar as demandas da empresa e também transmitir/estimular os objetivos da organização para as pessoas que a compõe.

Para isso, cabe ao profissional da comunicação juntar esses fatos isolados e conectá-los com uma mensagem principal a ser transmitida para todos.

Considero que é preciso ter o conhecimento do cenário organizacional para montar um composto inicial que sirva de guia para podermos desenhar o que temos que falar. Após compreender quem eu quero atingir, é preciso traçar os objetivos estratégicos das ações que serão desenvolvidas.

Só depois de ter em mãos esse overview é que começamos a esboçar “na prática” a comunicação através do planejamento. Atividades como calendário de comunicação interna, matriz de conteúdo, matriz de canal, mensuração e afins, são alguns exemplos que compõem esse planejamento.

Entendendo porque fazer

O objetivo do comunicador é tratar do que as pessoas querem saber, junto com as coisas que a empresa quer que elas saibam, concorda?

Na maioria das vezes a comunicação formal (institucional) não chama a atenção dos empregados, como também em outros casos a comunicação informal (rádio corredor) espalha boatos e atrapalha o procedimento da comunicação interna administrativa da empresa.

Nesses casos cabe ao comunicador se tornar mediador do processo e estimular que a comunicação formal se torne atrativa. Ele deve possibilitar que a comunicação informal ajude a espalhar as informações estratégicas entre os empregados e a administrativa mantenha alinhado e em ordem os processos.

Comunicação com Empregados – Concluindo

Ufa! Realmente comunicar nunca foi tarefa fácil, mas compartilhar experiências com os colegas durante o curso mostrou o quão importante e tático é nosso cargo dentro da empresa.

Seja na hora de guiar um líder à falar com sua equipe ou envolver os empregados com a missão, visão, valores da empresa, uma lição eu carrego dessa experiência:

“O Diálogo é essencial para a construção da realidade social, o crescimento individual, a criatividade e inovação, a integração de equipes, a criação e manutenção de redes sociais, a gestão de organizações, na escola, na família, na política, etc. – e para a articulação entre elas” (Escola do Diálogo).

curso casper libero


Os tópicos mencionados neste artigo são apenas uma pincelada sobre o conteúdo. Certamente as discussões em sala de aula agregaram muito para todos que participaram.

Se você quer descobrir todas as possibilidades que o universo da comunicação interna oferece, não deixe de participar dos cursos livres promovidos pela Cásper Líbero.

Mais informações você encontra no site cursos.casperlibero.edu.br/cursos-livres/

Até a próxima!

Sobre o autor

Higor Lima

Misture o interesse por histórias com a vontade de conhecer culturas diferentes. Acrescente uma boa dose de aventura e uma pitada de emoção. Leve ao forno até se formar em Jornalismo e terminar a pós graduação em MBA Marketing. Sirva com alegria, disposição e um axé ao fundo.